Papais Noéis colocam a barba de molho para 2018

Reunião na Tijuca contou com mais de 20 bons velhinhos. Prêmio por voto popular elegeu Papai Noel de Nova Iguaçu como melhor do ano

Por O Dia

Limachem Cherem, fundador da escola, aparou a barba dos colegas
Limachem Cherem, fundador da escola, aparou a barba dos colegas - Estefan Radovicz

Depois do ritmo intenso de trabalho, é hora do descanso para os bons velhinhos da Escola de Papai Noel do Brasil. Para fechar os festejos natalinos com chave de ouro, os Papais Noéis se reuniram ontem, em um restaurante na Tijuca, e saborearam uma macarronada à bolonhesa, tradição que fazem todo ano. E como não poderia deixar de ser, eles também deram um trato na barba e passearam pela Praça Afonso Pena, onde distribuíram beijos e abraços nas crianças.

O encontro 'Barbas de Molho' deste mês também contou com o prêmio de 'Melhor Papai Noel do Ano', com votação popular. O campeão, com 22,8% dos votos, foi Eduardo Alves, do Shopping Nova Iguaçu. Ele exerce a função natalina há três anos e coleciona várias histórias. "A gente leva chute até no rosto de criança que não quer tirar foto. Teve uma que quebrou meu óculos", relembrou Alves.

O segundo lugar ficou para o Papai Noel do WestShopping, em Campo Grande, Celso Tobias, com 12,9%. Na terceira colocação, estava Simon Komarov, do VillageMall, na Barra da Tijuca, com 12,9% dos votos. Na categoria 'autônomo', criada este ano, o troféu ficou com Roberto Marçal, da região de Itacuruçá, Mangaratiba, que recebeu 26,4% dos votos.

Com a tesoura afiada nas mãos, o diretor da Escola de Papai Noel do Brasil, Limachem Cherem, cortou pedaços da barba dos bons velhinhos para simbolizar a barba de molho. Simon entrou na brincadeira, mas depois resolveu raspar toda a barba para "renovar as forças para o próximo ano", como ele mesmo disse.

"A grande maioria só volta a ser Papai Noel no início das atividades da Escola, em setembro do ano seguinte, quando participam como palestrantes", explicou Cherem.

De 8 a 10 de junho do ano que vem, terá o primeiro Encontro Nacional de Papais Noéis, que está sendo organizado pela escola e vai reunir representantes de inúmeros estados brasileiros. "Será um encontro para discutirmos o presente e o futuro da profissão de Papai Noel. Do mercado de trabalho, das oportunidades no comércio, do uso da tecnologia e do preparo de cada um, no papel de aluno nas escolas em todo o país", destacou Sluchem Cherem, coordenadora da escola.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro