Após reclamações de usuários, prefeitura reativa a linha 484

Ligação por ônibus de Olaria a Copacabana voltou a ser direta

Por O Dia

Comércio foi o único setor com aumento no nível de emprego
Comércio foi o único setor com aumento no nível de emprego - Márcio Mercante / Agência O Dia

Uma das linhas campeãs de queixas após ter sido desativada na racionalização promovida pelo ex-prefeito Eduardo Paes, a 484 (Olaria - Copacabana) está de volta às ruas. Segundo a Secretaria Municipal de Transportes (SMTR), ela cumpre o itinerário original, mas agora passa pela Avenida Passos, já que não existe mais o Mergulhão da Praça 15.

Em 2016, a linha teve seu trajeto encurtado para Olaria-Centro e a numeração foi transformada em 284. Passageiros comemoraram em redes sociais. "Peguei o ônibus direto! Muito bom não ter que descer de um e esperar outro em uma fila enorme", comentou a cabeleireira Maria Gomes. Alguns informaram que a 284 foi extinta.

Em junho, a SMTR havia informado que a racionalização realizada pela gestão anterior estava sendo revista e os resultados desta revisão seriam entregues ao prefeito naquele mês. Também prometeu na ocasião eliminar os nomes "troncal" e "integrada", criados no governo passado e considerados confusos pela população, segundo a atual gestão. Questionado ontem, o órgão voltou a informar que o estudo visando à reorganização dos itinerários segue em curso.

O DIA apurou no início de dezembro que somente a linha LECD 21 já circula com numeração e que não há previsão para a conclusão de mudança de nomenclaturas e da revisão de itinerários.

A SMTR esclareceu que a revisão da racionalização é baseada em pesquisas de campo, registros no Canal 1746 e demandas recebidas pela ouvidoria e leva em conta obras do Centro. Segundo a pasta, algumas linhas já tiveram alterações de itinerário, como a Troncal 10, que passava pela Praia do Flamengo e agora vai pelo Largo do Machado. A 497 teve itinerário estendido para o Cosme Velho e está em adaptação. A 910 (Bananal - Irajá) e a 721 (Vila Cruzeiro - Cascadura) também voltaram a operar, sendo que a primeira teve o trajeto prolongado do Fundão para Irajá.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro