Acusações e problema familiar

Por O Dia

Brasília - O presidente da Alerj, Jorge Picciani, durante coletiva sobre o acordo que prevê empréstimos ao Rio de Janeiro de R$ 6,5 bilhões (Valter Campanato/Agência Brasil)
Brasília - O presidente da Alerj, Jorge Picciani, durante coletiva sobre o acordo que prevê empréstimos ao Rio de Janeiro de R$ 6,5 bilhões (Valter Campanato/Agência Brasil) - Valter Campanato/Agência Brasil

O ex-presidente da Alerj continuará enfrentando acusações comprometedoras de todos os lados e dificilmente sairá da cadeia. Viverá mau momento espiritual, agravado pela falta de um tratamento específico. Algum de seus filhos terá problema que vai movimentar negativamente a vida pública da família Picciani.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro