Policiais que prenderam Rogério 157 em 6/12/2018 fazem foto com o preso algemado.
Policiais que prenderam Rogério 157 em 6/12/2018 fazem foto com o preso algemado. Reprodução Internet
Por
Fotos mostram policiais fazendo selfies e sorrindo ao lado de Rogério 157. Imagens foram recebidas pelo WhatsApp do DIA (98762-8248). Atitude dos agentes de segurança pública tem gerado série de críticas. Leitores comentam e se dividem.
"Todos os dias a Rede Esgoto de Televisão e a mídia em geral babam o ovo dos ladrões, traficantes, estelionatários, falsários, juizecos, todos alojados no Congresso e tribunais, e nenhum jornal faz esse estardalhaço todo. Não vejo nada de novo nisso aí!"
Publicidade
Ana Maria Ferrão, pelo Facebook
"Alguma dúvida de quem deu fuga para o bandido ou de quem levou seus companheiros de trabalho a óbitos? Dos mais de cem mortos a metade pode ter sido dos próprios companheiros. A polícia do Rio tem muitos heróis, mas tem um grande numero de bandidos também."
Publicidade
Tonnysilva Araujo, pelo Facebook
"Isto é uma afronta à polícia, falta de ética e de profissionalismo, deviam ser expulsos! São 124 policiais mortos, este cara pode ser responsável por várias mortes, destruição de várias famílias e roubos, e tiram selfie? Amanhã o advogado do cara entra na Justiça pedindo danos, por conta das bonecas deslumbradas. Exoneração já!"
Publicidade
Marcos Barbosa, pelo Facebook
"Em favor da exoneração deles!! Falta de respeito com os colegas de farda mortos por bandidos e com os seus familiares!"
Publicidade
Jacque Maria, pelo Facebook
"O problema é que tudo gera drama! Ontem mais um policial morreu e outro ficou sem o braço. Isso foi um momento de descontração, com um cerro exagero, nada além. Apontar é fácil, difícil é apoiar e lutar por um Brasil melhor."
Publicidade
Marcia Regina de Oliveira, pelo Facebook
"Essas fotos, eu entendo como um troféu que os valentes policiais exibem em prender ou melhor retirar da sociedade esse marginal. Nada mais que isso. Meus parabéns aos guerreiros."
Publicidade
Odair Jose da Silva, pelo Facebook