Angélica da Cruz é apontada pela polícia como a acusada de ter assassinado Érica Oliveira da Silva - Reprodução/ Facebook
Angélica da Cruz é apontada pela polícia como a acusada de ter assassinado Érica Oliveira da SilvaReprodução/ Facebook
Por O Dia

São Paulo - Suspeita de matar a vizinha para ficar com sua vaga de emprego, Angélica da Cruz, de 27 anos, se entregou à Polícia Civil, nesta terça-feira, na 1º DP de Santos, segundo informações da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. Ela teve sua prisão temporária decretada pela Justiça na segunda. O crime aconteceu no último sábado em Santos, no litoral paulista.

Segundo informações divulgadas pela TV Tribuna, em seu depoimento Angélica alegou legítima defesa e negou que quisesse a vaga de emprego de Érica Oliveira da Silva, de 24 anos. Ela confirma ter deixado o currículo na empresa de Érica, mas disse que não pretendia ficar com a vaga da vítima.

Testemunhas disseram que os pais e irmão da acusada também estavam envolvidos no crime, o que foi negado por ela. Duas irmãs de Érica ficaram feridas no ataque.

Angélica foi encaminhada à Cadeia Pública Feminina de São Vicente, também no litoral Paulista. O caso é investigado por meio de inquérito policial no 1º DP de Santos.

Reportagem da estagiária Alice Cravo sob supervisão de Cadu Bruno

 

 

Você pode gostar
Comentários