Provas, tema que desperta paixões

Por O Dia

Moro condenou em julho
Moro condenou em julho - Eduardo Carmim/Agência O Dia

Para o MPF, o petista seria o proprietário oculto do imóvel do Guarujá. Como provas, os procuradores apresentaram delações e uma planilha apontando o triplex como "reservado" depois que a OAS assumiu a construção.

Por meio de depoimentos, fotografias e mensagens de texto, o MPF afirma que a OAS, que possuía vários contratos com o governo federal, reformou o apartamento e planejava passar para Lula.

Do outro lado, os advogados do ex-presidente apresentaram o termo de penhora e a matrícula atualizada do cartório onde consta certidão sobre a penhora realizada no citado imóvel. A defesa pondera que os documentos reforçam que a "propriedade do apartamento não apenas pertence à OAS Empreendimentos e não ao ex-presidente Lula , como também que ele responde por dívidas dessa empresa na Justiça".

O grupo a favor do petista acredita em uma perseguição política para inviabilizar sua candidatura e criou até uma marchinha 'Cadê a Prova'.

Comentários

Últimas de Brasil