Governo tenta se esquivar

Por O Dia

Com a Reforma da Previdência como prioridade nas próximas semanas, o presidente Michel Temer embarcou ontem na Suíça de volta para o Brasil. Ele participou nesta semana do Fórum Econômico Mundial, em Davos, e evitou fazer qualquer comentário para a imprensa sobre o resultado referente ao ex-presidente.

Moreira Franco, ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, deixou claro que o governo não vai embarcar em um debate político sobre a sentença contra Lula. "Pode bater lata. Mas questionar politicamente não dá", afirmou.

Segundo Moreira Franco, a agenda do governo estará concentrada agora em tentar aprovar a Reforma da Previdência no dia 20 de fevereiro. "Vamos trabalhar, conversar e tentar mostrar os números", disse, numa referência ao déficit de mais de R$ 260 bilhões.

Comentários

Últimas de Brasil