Informações desencontradas sobre plano confundem funcionalismo municipal

Enquanto o Previ-Rio informou em portaria de que não há necessidade de novo cadastro de quem já é cliente da Assim, por exemplo, equipes da operadora dão outras orientações aos servidores

Por PALOMA SAVEDRA

Rio - O prazo de adesão do funcionalismo municipal do Rio ao plano de saúde começou no último dia 8. Desde então, são muitas as reclamações de servidores ativos, aposentados e pensionistas sobre "informações desencontradas".

Enquanto o Previ-Rio informou em portaria de que não há necessidade de novo cadastro de quem já é cliente da Assim, por exemplo, equipes da operadora dão outras orientações aos servidores.

"Está uma bagunça. Enfrentei uma fila com 120 pessoas no posto de Madureira, e a informação que o atendente da Assim me deu foi de que eu deveria fazer novo cadastro, só que a divulgação do município foi outra", reclamou a aposentada Isabel Bispo, 71 anos.

No entanto, o Artigo 23 da portaria do Previ-Rio diz que "os servidores que não se manifestarem no período da migração, de 8 de janeiro até 19 de janeiro, pelo site, terão a transferência automaticamente para os planos ofertados pela Assim".

Comentários