Maneva dá um 'presente' aos fãs com o novo clipe

Grupo de reggae fez vídeo para um de seus hits, 'Pisando Descalço', em nova versão

Por RICARDO SCHOTT

O Maneva, com Tales no centro: mensagens positivas nas letras.
O Maneva, com Tales no centro: mensagens positivas nas letras. "Tá ruim? Vai passar", diz o cantor - divulgação

'Pisando Descalço', hit da banda de reggae paulistana Maneva, saiu em 2009 e é uma das faixas mais queridas dos fãs do grupo. Para comemorar o sucesso da música, a banda fez pela primeira vez um clipe da canção - mas baseado na nova roupagem que ela ganhou, no DVD 'Ao Vivo em São Paulo', que lançaram em 2017.

E uma novidade para os fãs é que Tales de Polli (voz), Felipe Sousa (guitarra), Fernando Gato (baixo), Diego Andrade (percussão) e Fabinho Araújo (bateria) aparecem dando uma de atores no clipe - que se assemelha a uma abertura de novela ou de série.

"A galera que é fã do Maneva há bastante tempo, adora essa música. Todos viviam pedindo: 'Eu quero o clipe!'. Decidimos fazer como um presente para os fãs da antiga e para a galera que está chegando agora", conta Tales. "E o mais legal foi que o diretor conseguiu tirar da gente esse lado mais descontraído".

POSITIVIDADE

O ano passado foi muito especial para o Maneva, uma banda que toca bem pouco em rádio, mas tem fãs bastante fieis e participativos.

"Vimos que as músicas novas colaram bem com os fãs, foi um momento muito bom para nós", diz Tales, que há poucas semanas foi pai do segundo filho. "Acredito que tudo que a gente emana, a gente atrai. Então sempre nos preocupamos em passar uma mensagem positiva. Tá doendo? Vai melhorar. Tá ruim? Vai passar. Acredito que a gente vem na vida para aprender, para melhorar coisas que a gente fez de errado em outros tempos", diz, passando um pouco dos valores do grupo. "O grande lance é tentar sempre remar contra a maré. Fazer diferente. Se você faz o que todo mundo já faz, acaba sendo só mais um. Tentar manter a visibilidade na grande mídia não é fácil".

SERTANEJO REGGAE

Fieis ao reggae, os rapazes do Maneva se veem hoje num mercado musical em que duplas sertanejas, como Matheus & Kauan, adicionam o ritmo jamaicano a seus hits, com direito a clima praieiro. O mesmo acontece com forrozeiros como Wesley Safadão e Xand Avião.

"Essa parada é legal, é isso que faz a MPB ser o que ela é, dá essa variedade pra ela", conta o cantor. "O reggae é o estilo de todo mundo. O cara curte samba, mas curte reggae, curte sertanejo mais curte reggae. É muito bom que a galera esteja buscando novos estilos, novas letras. Eu mesmo gosto muito de Chitãozinho & Xororó, Sérgio Reis".

CIRCO

O Maneva esteve em novembro no Rio e tocou na Fundição Progresso, junto com o grupo de reggae norte-americano Soja. No segundo trimestre ("abril, talvez", conta o vocalista), o grupo deverá voltar para tocar no Circo Voador. Vai ser a realização de um sonho da banda e dos fãs, conforme explica o vocalista.

"Estava faltando isso para a gente. Nunca tínhamos tocado no Circo Voador, só na Fundição Progresso. Estamos em negociações, vendo umas coisas, e deve rolar", torce.

Comentários

Últimas de Diversão