Por

Com 20% do Produto Interno Bruto (PIB) de Curaçao, o turismo é o setor mais rentável de Curaçao, à frente das refinarias de petróleo e do setor financeiro. Isso equivale a US$ 500 milhões (R$ 1,7 bilhões) do orçamento do ano passado. Neste ano, a previsão é de crescimento de 5% no setor, com um acréscimo nada modesto de US$ 25 milhões (R$ 82,6 milhões). Um orçamento anual que também exige investimentos, já que a perspectiva é seguir fortalecendo o segmento, que atraiu mais de 900 mil turistas do mundo inteiro ao país em 2016.

O governo local investe em atividades, como campanhas em cinemas, rádios e jornais, para dar mais visibilidade ao turismo na ilha caribenha. "Cada vez mais, Curaçao vem investindo para manter a marca da ilha presente nas mentes dos brasileiros", diz Hugo Clarinda, diretor de Turismo do país.

No Exterior, a campanha 'Right Now In Curaçao' (neste momento, em Curação, em tradução livre), lançada nos Estados Unidos e na Europa, tem o objetivo de mostrar o que os turistas estão fazendo na ilha caribenha. Vídeos de baladas, mergulhos no mar e de restaurantes fazem parte da ideia. Em dezembro de 2017, foi lançada em Nova York a campanha institucional 'Curaçao, take me away' (Curaçao, me leve para longe daqui, em tradução livre), com um ônibus de vidro decorado com o fundo do mar de Curaçao. O objetivo é mostrar que é possível sair dos grandes centros e relaxar num local paradisíaco no Caribe.

Você pode gostar
Comentários