À espera de novembro e do 13º

Por O Dia

Se em dezembro de 2017 o governo estadual divulgava que havia possibilidade de quitar os salários atrasados de novembro até o dia 20 deste mês, agora, o governador Luiz Fernando Pezão prefere não cravar mais nenhuma data.

À Coluna, o governador voltou a dizer que trabalha para que tanto os vencimentos de novembro, quanto os de dezembro dos servidores sejam acertados ainda neste mês. Ele também ressaltou que tudo dependerá da arrecadação, da chegada de R$ 900 milhões (como parte do empréstimo feito com o banco BNP Paribas) e da antecipação das receitas dos royalties e participações especiais.

Em 15 de dezembro, Pezão já havia frisado que viraria o ano com a pendência relativa ao 13º de 2017 e novembro. "O estado não quita todos os atrasados este ano (2017). Paga 13° de 2016 e mais outubro. Novembro, dezembro (cujo pagamento é previsto para janeiro) e o 13° de 2017 serão quitados entre 15 e 20 de janeiro de 2018", declarou ele, na ocasião.

A antecipação de receita de royalties que será feita no mercado externo está prevista no Regime de Recuperação Fiscal (RRF). E, de acordo com o estado, renderá mais R$ 3 bilhões, até 2020, ao Rio. A equipe da Secretaria Estadual de Fazenda vem trabalhando para adiantar essa operação.

Comentários

Últimas de Economia