Prova de vida acaba em 28 de fevereiro

Por O Dia

Aposentados e pensionistas do INSS que ainda não fizeram a prova de vida referente ao ano passado têm que correr contra o relógio para não ter o benefício suspenso. O prazo acaba em 28 do mês que vem e quem não for à agência bancária onde recebe mensalmente a pensão ou aposentadoria corre o risco de ter o pagamento interrompido por falta de atualização de cadastro e renovação de senhas.

Segundo a Previdência Social, a prova de vida obrigatória tem por objetivo dar mais segurança ao cidadão e ao Estado brasileiro, evitando pagamentos indevidos de benefícios e combater fraudes contra o INSS.

E essas fraudes "sangram" os cofres da Previdência. Uma auditoria do Ministério da Transparência e da Controladoria-Geral da União (CGU) constatou indícios de irregularidades no pagamento de 44.631 benefícios. A estimativa com esses gastos irregulares chegou a R$ 37 milhões mensais e de R$ 484 milhões anuais.

E em tempo de cortes de gastos, o segurado tem que ficar esperto e não deixar a "peteca cair". Por isso a prova de vida precisa ser feita antes do prazo final. Basta apresentar um documento com foto, como identidade, Carteira de Trabalho , Carteira Nacional de Habilitação (CNH) entre outros, na agência em que sacam seus benefícios.

Comentários

Últimas de Economia