Abertas inscrições para o pré-vestibular social

Governo do Estado oferece mais de 11 mil vagas em 50 polos da Fundação Cicierj. Colégio e Vestibular de A a Z terá aulas em unidades da Tijuca e do Recreio

Por O Dia

As aulas na Cecierj ocorrerão de março a dezembro deste ano
As aulas na Cecierj ocorrerão de março a dezembro deste ano - Divulgação

Estão abertas as inscrições para pré-vestibular social, destinado a jovens de baixa renda interessados em estudar para ingressar na universidade. A Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cecierj) está com inscrições abertas até a próxima sexta-feira. São oferecidas mais de 11 mil vagas para os 50 polos de estudo, localizados em 38 municípios do Estado do Rio. Na capital, há outra iniciativa destinada a pessoas de baixa renda. O Colégio e Vestibular de A a Z abriu 80 inscrições nas unidades Tijuca e Recreio desde terça-feira. Interessados podem se inscrever até 17 de fevereiro.

Na Fundação Cecierj, vinculada à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Social, a seleção de alunos é feita por triagem da documentação e análise da situação socioeconômica do candidato. Podem se inscrever candidatos que já tenham concluído o Ensino Médio ou aqueles que estiverem matriculados no último ano. As aulas ocorrerão de março a dezembro no curso que já atendeu 150 mil alunos desde a inauguração, em 2003.

Para o diretor Luiz Bento, o curso amplia o acesso à formação universitária para segmentos de menor poder aquisitivo da população, contribuindo para a redução das desigualdades educacionais. "Nosso objetivo é dar oportunidade para as pessoas poderem seguir o caminho universitário, que muitas vezes é considerado quase um sonho distante para uma grande parcela da população", afirma.

No pré-vestibular do Colégio e Vestibular de A a Z, as aulas ocorrerão das 17h30 às 20h30, de segunda a sexta-feira. O início está previsto para 5 de março. Estudantes interessados em participar devem comprovar renda familiar per capita de no máximo um salário mínimo e meio (R$1.405,50) no ano passado e preencher outros requisitos. "Queremos ser uma importante ferramenta de mudança na vida de jovens e desejamos contar com alunos empenhados, que disponham de tempo para se dedicar às aulas e , acima de tudo, estejam muito interessados em aprender", ressalta Carlos Ferrão, diretor do Colégio e Vestibular de A a Z.

Comentários