Com que roupa eu vou pro samba?

Feira organizada pela Secretaria Municipal de Cultura irá reunir expositores de moda de Carnaval

Por ASSINATURA REPÓRTER ??????

Pezão falou em retomada do crescimento da economia e prometeu prioridade no pagamento de salários
Pezão falou em retomada do crescimento da economia e prometeu prioridade no pagamento de salários -

Éfundamental ter uma boa dose de criatividade para curtir os blocos do Carnaval do Rio. Aqueles que ainda estão à procura do look ou querem uma ajuda para brilhar na folia poderão buscar inspiração no Coletivo Carnacópia Moda de Carnaval. Organizada pela Secretaria Municipal de Cultura, a feira reúne expositores em espaços abertos no Rio aos sábados. A primeira edição do evento ocorreu no Parque Ruínas, há quatro dias. No próximo sábado, a feira itinerante ocorrerá no Largo São Francisco da Prainha, no bairro Saúde, das 11h às 22h. A previsão é que o evento conte com cerca de 40 expositores. Entre eles, Garibada, Transbordô, Estação Carnaval e Brilhow Ecoglitter. O evento irá se estender até o Carnaval, em locais que tradicionalmente recebem blocos durante a festa, como na Praça Paris e na Praça Tiradentes (veja a programação completa no quadro abaixo).

Nas feiras, o público poderá encomendar ou levar para casa adereços como acessórios para cabeça, maiôs, brincos, colares e glitter. Os eventos são gratuitos e ainda contam com música e comidinhas. Mas o pano de fundo ainda são os blocos de rua do Rio, que ditam tendência e já se firmaram como palco da moda. "O objetivo é fortalecer a cultura relacionada ao estilo de vida carioca. E, ao mesmo tempo, estabelecer uma vitrine para a moda de blocos de carnaval, promovendo e expandindo o mercado para estilistas, produtores de moda, costureiras, bordadeiras, modelistas e pilotistas", comenta o organizador Alexandre Bojar, articulador de economia criativa da Secretaria Municipal de Cultura.

Mais do que oferecer moda, o Coletivo Carnacópia quer defender o direito das mulheres de se vestirem como quiserem, como relata a curadora do evento, Elisa Amorim. "Entre as opções de fantasias, há bodies, hot pants. Queremos que todas possam desfrutar o Carnaval como quiserem, sem que sejam abordadas em razão da roupa que vestem", argumenta Elisa. O nome do evento vem de Cornucópia, um símbolo da mitologia greco-romana que representa a fertilidade, riqueza e abundância.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Galeria de Fotos

Pezão falou em retomada do crescimento da economia e prometeu prioridade no pagamento de salários Estefan Radovicz/Agência O Dia
Feira itinerante ocorrerá sempre aos sábados, em locais que tradicionalmente recebem blocos Berg Silva/Divulgação
Coletivo Carnacópia abre espaço para expositores, que confeccionam fantasias e acessórios voltados para os blocos de Carnaval do Rio Berg Silva/Divulgação

Comentários