Com prazo de validade?

Apresentado como técnico do Fla, Carpegiani fala em substituto. Bandeira nega mudança

Por O Dia

Paulo César Carpegiani (D) recebe camisa do Flamengo das mãos do presidente Eduardo Bandeira de Mello
Paulo César Carpegiani (D) recebe camisa do Flamengo das mãos do presidente Eduardo Bandeira de Mello - Gilvan de Souza / Flamengo

Após perder Reinaldo Rueda, que preferiu deixar o clube para assumir a seleção do Chile, o Flamengo apresentou oficialmente seu novo treinador. Mas Paulo César Carpegiani chegou ao Ninho do Urubu, ontem, admitindo que pode assumir outra função em breve. Um discurso bem diferente e nada ensaiado com o do presidente Eduardo Bandeira de Mello, que, por enquanto, negou tal possibilidade.

"Existe essa perspectiva de que o Carpegiani possa assumir no futuro um cargo de coordenador técnico. Mas não há prazo. Hoje o treinador do Flamengo é o Carpegiani e ponto. Não queremos ninguém aqui perguntando se estamos buscando um novo nome. Não é algo para agora. Vamos avaliar", frisou.

Antes de o presidente rubro-negro entrar em cena, Carpegiani usou um tom menos incisivo. "Hoje sou o treinador do Flamengo, mas não está afastada a possibilidade de se encontrarmos uma pessoa e tivermos um consenso, entrar no meu lugar amanhã ou depois. Existe um projeto. Sentamos e conversamos", disse Carpegiani, de 68 anos, contratado inicialmente como coordenador-técnico.

Função à parte, Carpegiani está confiante em sua terceira passagem pelo Flamengo como técnico, onde também atuou como jogador foi campeão da Libertadores e Mundial em 1981, do Brasileiro de 1982, além do Brasileiro de 1980, dentro de campo. Com currículo tão vitorioso, ele não escondeu a alegria de voltar ao clube: "Satisfação muito grande. Estou tranquilo, sei o que representa o Flamengo, me sinto à vontade."

SEM MÁGOA COM RUEDA

Na primeira vez que falou sobre a saída de Reinaldo Rueda, Bandeira de Melo revelou que não há mágoa com o colombiano e ressaltou que ele não deixou de manter contato com o Flamengo durante as negociações com os chilenos.

"Nós nunca fomos enganados ou ficamos à margem da situação em momento algum. Não temos nada contra o Rueda. Ficamos trabalhando com as duas possibilidades. O planejamento não sofreu nenhuma alteração", frisou o presidente do Flamengo.

Rodrigo Carpegiani, filho de Paulo César, chega ao clube junto com o pai para ser auxiliar técnico. Também foram apresentados o auxiliar Maurício Barbieri e o preparador de goleiros Rogério Maia, que irão compor a comissão técnica permanente.

Galeria de Fotos

Paulo César Carpegiani (D) recebe camisa do Flamengo das mãos do presidente Eduardo Bandeira de Mello Gilvan de Souza / Flamengo
Cotistas do PIS poderão sacar o abono em uma das agências da Caixa Reprodução

Comentários

Últimas de Esporte