Eurico Miranda sofre nova derrota na Justiça

Por O Dia

A poucos dias da reunião do Conselho Deliberativo que vai determinar o novo presidente do Vasco, Eurico Miranda sofreu mais uma derrota na busca por permanecer no cargo máximo do clube. Ontem, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) indeferiu o pedido de validação dos 475 votos da urna 7, que concederiam a vitória ao atual dirigente. Na sexta-feira passada, a diretoria entrou com o pedido de mandado de segurança para que a urna fosse validada, desconsiderando, assim, a vitória da chapa de Julio Brant e, posteriormente, sua eleição.

O mandato de Eurico terminou ontem. A juíza Maria Cecília Pinto Gonçalves, da 52ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, determinou que Eurico, Julio Brant e Fernando Horta serão os administradores do Vasco até que o próximo presidente tome posse, na segunda-feira. A reunião do Conselho Deliberativo que definirá quem ficará no cargo máximo do clube será na sexta-feira. A chapa de Brant pode indicar 120 conselheiros e a de Eurico, 30. Eles se juntam aos 150 membros natos.

Comentários

Últimas de Esporte