Neymar entre vaias, aplausos e rumores em Paris

Após críticas da torcida, PSG estampa cartaz do craque em loja oficial em meio ao suposto interesse do Real Madrid

Por O Dia

Neymar (E) e Marquinho tentam espantar o frio no treino do PSG
Neymar (E) e Marquinho tentam espantar o frio no treino do PSG - C. Gavelle/PSG

Na Cidade-Luz, quem brilha é Neymar. O camisa 10 do Paris Saint-Germain é alvo de ódio, amor e desejo. Um turbilhão de sensações. Mas o fato é que não se fala em outra coisa na capital francesa a não ser do brasileiro. E haja assunto.

Uma semana depois da goleada estrondosa de 8 a 0 sobre o Dijon, pelo Campeonato Francês, Neymar conviveu com as vaias de parte da torcida, que se irritou por ele não ter cedido uma cobrança de pênalti a Cavani, que naquele momento precisava de apenas um gol para se tornar o maior artilheiro da história do clube. Ontem, numa tentativa de massagear o ego do jogador, o clube estampou um cartaz gigante na vitrine da loja oficial do clube, bem ao lado do Parque dos Príncipes, na qual se lê: 'Paris ama Neymar'.

No CT do PSG, o técnico Unai Emery também fez seu papel e destilou elogios rasgados a Neymar. "Ele será o melhor jogador do mundo, estou certo disso, e será aqui, no Paris Saint-Germain", afirmou Emery. A frase do treinador, no entanto, também teve um outro alvo: o Real Madrid.

De acordo com informações do jornal espanhol 'Marca', o Real Madrid teria disponível 300 milhões de euros (R$ 1,1 bilhão) para investir na compra de Neymar, que estaria na mira do presidente Florentino Pérez como um potencial substituto de Cristiano Ronaldo, insatisfeito por causa da demora pela renovação de seu contrato e que estaria negociando sua volta ao Manchester United. Atualmente, Neymar recebe um salário anual de 38 milhões de euros (R$ 152 milhões) no PSG.

Recuperado de dores musculares na coxa, Neymar foi relacionado para o jogo contra o Montpellier, pelo Campeonato Francês, depois de ser poupado em duas partidas seguidas.

Galeria de Fotos

Neymar (E) e Marquinho tentam espantar o frio no treino do PSG C. Gavelle/PSG
Capa jornal Marca Reprodução

Comentários

Últimas de Esporte