Satanista é preso por morte de duas crianças

Por O Dia

Um líder satânico e outros dois homens foram presos em Porto Alegre, sob a suspeita de participação em rituais que terminaram com duas crianças mortas.

Os corpos foram encontrados esquartejados, em setembro do ano passado, em Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul.

Segundo o jornal Zero Hora, o líder do grupo se identificou como "mestre e bruxo", em depoimento à polícia, mas negou a realização de sacrifícios.

O delegado responsável pelo caso confirmou que no templo atribuído ao suspeito foram encontrados a imagem de um demônio e, logo abaixo, um crânio dentro de uma bacia com sangue.

As crianças ainda não foram identificadas.

Comentários

Últimas de Mundo & Ciência