União da Ilha vai dar água na boca

Com enredo 'Brasil bom de boca', escola prepara fartura culinária para desfile com material reutilizado

Por JONATHAN FERREIRA

selocarnaval2018
selocarnaval2018 - arte o dia

A União da Ilha promete deixar o público com água na boca em seu desfile. A escola está preparando uma culinária variada para compor o enredo 'Brasil bom de boca'. E para fazer bonito gastando menos, a agremiação aposta na reutilização de materiais do ano passado. Só com as fantasias, a estimativa é de reaproveitar 75% de plumas e pedrarias.

Especialista em psicodinâmica estudo de posicionamento de cores, o carnavalesco Severo Luzardo garante que a plateia vai se surpreender com a folia da Ilha. "Faremos um Carnaval que despertará desejos. A escola vai entrar forte esteticamente com os componentes animadíssimos", destacou Luzardo, que foi escolhido para a agremiação pelo seu 'poder' de fazer um grande desfile com pouco orçamento.

"Carnaval é estratégia. Quando trouxemos o Severo, a gente sabia que ele havia trabalhado no Grupo de Acesso. Ele sabe reaproveitar algumas coisas e trabalha muito bem com recursos limitados, mas na Avenida apresenta belíssimos desfiles", contou o diretor de Carnaval, Wilsinho Alves.

"Eu me dispo de um certo orgulho para reciclar materiais antigos. Não tenho pudor de trabalhar os materiais intensamente para que eles me deem resultado", concluiu o carnavalesco.

Logo na abertura do desfile a escola promete encantar com um carro abre-alas acoplado, de 15 metros de altura e 50 metros de comprimento. "A comissão de frente da Ilha vai ser um ponto positivo, com uma sacada bem legal. O grande trunfo do nosso desfile é aliar o luxo do Severo, que é um dos maiores figurinistas do Brasil, com a facilidade do entendimento do enredo", revelou Alves.

Nos bastidores da escola, tudo vai de vento em popa. O carnavalesco estima que as alegorias e as fantasias ficarão prontas em até 15 dias. "O tempo é um capital. Já que eu não vou ter dinheiro no final, eu começo bem cedo para conseguir remanejar e aproveitar madeira, ferro e tecido", avaliou Severo.

Galeria de Fotos

Carnavalesco Severo Luzardo começou os trabalhos bem mais cedo e espera terminar tudo em 15 dias Daniel Castelo Branco / Agência O Dia
Para fazer bonito e gastar pouco, agremiação estima reaproveitar 75% de plumas e pedrarias das fantasias do Carnaval passado Daniel Castelo Branco / Agência O Dia
selocarnaval2018 arte o dia
Preparativos das escolas de samba para o Carnaval 2018 na Cidade do Samba. Local: Galpão da União da Ilha. O Carnavalesco Severo Luzardo fala sobre o enredo e preparativos finais. Foto: Daniel Castelo Branco / Agência O Dia Daniel Castelo Branco / Agência O Dia

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro