Tiroteio na Rocinha deixa 3 mortos

Por O Dia

Três suspeitos de envolvimento com o tráfico de drogas foram mortos após troca de tiros com PMs do Batalhão de Operações Especiais (Bope), em mais uma manhã de tiroteios na Rocinha. De acordo com a PM, o confronto ocorreu durante patrulhamento na localidade conhecida como 199 e dois fuzis, uma pistola e uma granada foram apreendidos.

Segundo a Secretaria municipal de Saúde, os três homens já chegaram mortos ao hospital e não têm identificação. Com os três, sobe para 34 o número de mortos desde setembro na comunidade.

Um morador foi baleado no confronto e identificado como o entregador de doces Alex dos Santos Mendes da Silva, de 31 anos. Ele foi atingido por bala perdida em três partes do corpo nas nádegas, no ombro e no braço. Socorrido no Hospital municipal Miguel Couto, na Gávea, seu estado de saúde é estável.

Segundo depoimento de familiares, ele foi atingido na localidade conhecida como Caminho do Terreirão, quando fazia uma entrega de brigadeiros para uma cliente.

A Rocinha está com ocupação policial extra desde setembro, período em que criminosos ligados a duas lideranças do tráfico local passaram a disputar o controle do local entre si. "Não há ataques a policiais. Os tiroteios ocorrem durante o patrulhamento", afirmou o major Cunha Neves, comandante da UPP Rocinha. No primeiro dia do ano, a Rocinha teve um tiroteio logo pela manhã, e um policial ficou ferido.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro