Prazer de repassar o que se aprende no dia a dia

'Estrelas' informais dão dicas para problemas de rotina e são seguidas por milhares de pessoas

Por O Dia

 Mirna Borges oferece dicas sobre finanças para 178 mil seguidores. Gravações são em sua própria casa
Mirna Borges oferece dicas sobre finanças para 178 mil seguidores. Gravações são em sua própria casa - Dereck Bolsanelo

Que o YouTube é uma das mais populares plataformas não restam dúvidas. O usuário recebe, de graça, dicas de quem vivencia as situações. A prática tem transformado a vida de quem repassa suas experiências, apesar de não ter se formado no assunto. É o caso da jornalista Mari Ribeiro, 27 anos, que criou o canal 'De Mudança', e se tornou uma espécie de conselheira especialmente para jovens que querem se livrar da fama de 'geração canguru'. Com 23 mil seguidores, ela fala para quem está montando um novo lar. "Não existiam canais específicos para esse tema. Resolvi explicar como funciona o cotidiano de quem mora só. Dou dicas de como entender contrato de aluguel, enfrentar a solidão e até a organizar a geladeira".

Mari dá sugestões de como manter seu ambiente limpo por mais tempo, dispensando a contratação constante de faxineiros, por exemplo, além de outros detalhes que facilitam a rotina.

A Engenheira Civil Mirna Borges, de 30 anos, abandonou a empresa onde trabalhava para dar dicas de economia. Transformou sua casa, em Vitória (ES), em auditório onde grava vídeos semanais que oferecem sugestões de soluções para problemas relacionados ao bolso.

O canal EconoMirna foi criado em abril de 2016, quando percebeu que a maioria dos seus amigos tinham dificuldade em lidar com dinheiro e investimentos. "Escolho os temas relacionados a cartões de crédito, corte de anuidade, planejamento de sonhos, tesouro direto entre outros" explica. Com 178 mil seguidores, a youtuber conta qual é a fórmula usada para atrair o público. "Demonstro vantagens e desvantagens sobre cartões de crédito. Isso é suficiente para atraí-los". Ela ainda acrescenta que recebe diariamente agradecimentos de seguidores. "Muitos conseguiram controlar o consumismo. Outros, criaram renda extra".

Para o fundador do curso Greeky e consultor de Marketing Digital Victor Lymberopoulos, as duas provam que o YouTube não é apenas uma plataforma de vídeos, mas, de mudanças sociais. "Milhares de pessoas postam vídeos diariamente sobre o que fazem de melhor, criando comunidades sobre diversos assuntos. Você sempre pode encontrar alguém que te ensine algo ou te faça rir", avalia.

Galeria de Fotos

Mari Ribeiro repassa suas experiências de rotina de casa nova no canal 'De Mudança' Leandro Rial / Divulgação
Professor Marcio Gonçalves usa o YouTube como ferramenta do projeto 'Aula Sem Paredes' DIVULGAÇÃO
Mirna Borges oferece dicas sobre finanças para 178 mil seguidores. Gravações são em sua própria casa Dereck Bolsanelo

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro