Em 2017 houve ataques em 53

Por O Dia

O uso de explosivos do tipo C-4, muitas vezes roubados de pedreiras, tem virado rotina nos roubos a caixas eletrônicos e provocado pânico a moradores na Cidade do Rio também.

No ano de 2017, foram 53 roubos a caixas eletrônicos no estado. O maior número de roubos a caixas eletrônicos ocorreu em 2005, com 72 casos em um ano.

Em 2017, a Zona Sul concentrou o maior número de ataques a caixas eletrônicos, com 13 roubos no Catete, Cosme Velho, Flamengo, Glória e Laranjeiras. Por conta do uso de explosivos, o Grupo de Atuação Especial em Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público, investiga a modalidade desde o ano passado. Na capital, as investigações estão concentradas na Delegacia de Roubos e Furtos. "Os criminosos costumam deixar arames e pregos na rua para furar os pneus das viaturas na perseguição. Percebemos que os alvos são caixas eletrônicos que possuem grandes quantias em dinheiro, o que pode indicar que recebam informações internas", afirmou o investigador.

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro