Festa de aniversário e formatura acaba em tragédia

Rapaz é morto a tiro no Engenho Novo

Por RAFAEL NASCIMENTO

Eduardo Branco foi morto em uma escola no Engenho Novo
Eduardo Branco foi morto em uma escola no Engenho Novo - Reprodução do Facebook

Terminou em tragédia a comemoração do aniversário e da formatura do biólogo Eduardo Pichinine Branco, 26 anos, na madrugada de domingo. Ele foi baleado e morreu. Branco estava na Escola Municipal Doutor Mário Augusto, próximo ao Morro São João, no Engenho Novo, quando foi baleado. Ainda não se sabe de onde partiu o tiro. Na tarde de ontem, cerca de 200 pessoas entre parentes e amigos participaram de seu enterro Cemitério de Inhaúma.

Após saírem de confraternização no Méier, ele amigos decidiram esticar no Engenho Novo. Por volta das 4h, dois tiros foram ouvidos, segundo as pessoas que estavam no local. O rapaz foi encontrado baleado. Socorrido, foi operado no Hospital Salgado Filho, no Méier, mas morreu na manhã de domingo.

Amigos e parentes desabaram nas redes sociais. "Quero meu filho nos meus braços novamente..., mas não posso, não posso mais...", desabafou a mãe, Cláudia Pichinine. "Meu coração está em pedaços. É tanta tristeza que não sei nem expressar", escreveu Thamyres Faria, a namorada. Ana Luísa Pichinine disse que ele estava muito feliz com as comemorações.

Amigos disseram que o rapaz teria saído para buscar os cachorros do amigo que fugiram ao ser baleado. A Secretaria Municipal de Educação confirmou a festa na casa da funcionária que mora e cuida da unidade há seis anos. A PM disse que não houve ação na comunidade e não que foi registrado confronto entre bandidos naquele horário.

Galeria de Fotos

Amigos e parentes no enterro de Eduardo, no Cemitério de Inhaúma Estefan Radovicz/Agência O Dia
Eduardo Branco foi morto em uma escola no Engenho Novo Reprodução do Facebook
Sady vai ter de pagar R$ 8,25 de Pendotiba para o Centro do Rio Marcio Mercante / Agencia O Dia

Comentários

Últimas de Rio De Janeiro