Anavitória - divulgação
Anavitóriadivulgação
Por FRANCISCO ALVES FILHO

Aparentemente, nada mais distante da vibração do carnaval que as vozes suaves e harmoniosas do duo Anavitória. As duas moças, no entanto, desafiam essa ideia ao lançar nas plataformas digitais o EP 'Anavitória Canta para Foliões de Bloco, Foliões de Avenida e Não Foliões Também' (Universal Music). Nesse trabalho, elas cantam quatro canções feitas para a festa carnavalesca da nossa era. No foco, a música pop baiana e os blocos afro, terreno fértil de onde a dupla colheu três clássicos para fazer releituras. O lançamento acontece no contexto ideal: no dia 17, sábado, no Circo Voador.

Imagine os timbres delicados do duo interpretando 'Vem meu Amor' (Silvio/ Guio), pequena obra-prima lançada pelo possante Olodum em 1992 e regravada pela Banda Eva de Ivete Sangalo cinco anos depois. A gravação de Anavitória deu leveza à letra, em uma levada macia, com introdução de vozes e ukulele que vai ganhando peso aos pouquinhos.

Outra música de levada baiana é 'Me Abraça' (Jorge Xaréu/ Roberto Moura) que também ganha em delicadeza ao começar somente com as vozes e o violão, para depois a percussão ir chegando devagarinho. O jeitão pop rural, que fez o sucesso das duas, surge no solo de viola de aço, misturando mar e interior.

'Baianidade Nagô' (Evandro Rodrigues), outro clássico do Carnaval de Salvador, lançado pela Banda Mel (hoje, Bamdamel) em 1992, também está no EP, dessa vez com uma pegada Bossa Nova. Nessa gravação de Anavitória, a "fantasia eterna" de que "quem sabe a paz um dia vença a guerra" une o balanço urbano com a energia nordestina.

A única faixa inédita do EP é 'Clareiamô', escrita por Ana, Vitória e Saulo Fernandes. Elas tinham feito a canção juntas em São Paulo. Mas, já na fase de gravação, Saulo teve a ideia de acrescentou mais uma parte. Contribuição imediatamente aprovada, os três viraram parceiros dentro do estúdio. O cantor participa da faixa.

 O trabalho, como era de se esperar, foi gravado em Salvador, com a participação dos percussionistas da cidade, especialistas nesse universo. A produção ficou sob os cuidados do também baiano Radamés Venâncio, colaborador frequente nos trabalhos de Ivete Sangalo, a quatro mãos com o inglês Paul Ralphes.

 'Anavitória Canta para Foliões de Bloco, Foliões de Avenida e Não Foliões Também' chega ao mundo quatro meses depois de um trabalho nos mesmos moldes, o vitorioso EP dedicado ao público infantil (mas não só a ele), que também trouxe três regravações e uma faixa inédita. Foi um sucesso, como tudo o que as meninas têm feito juntas. Com pouco mais de dois anos de carreira, as meninas já têm no currículo um Grammy, conquistado com a canção 'Trevo (Tu)', e um disco de ouro, resultado das ótimas vendas do álbum de estreia, lançado em agosto de 2016. Esse trabalho ficou em sexto lugar na lista dos mais ouvidos pelo Spotify no país no ano passado.

Você pode gostar
Comentários