Memória do Dia

Crítica como Fantasia

Em tempo de grave crise econômica, era o ano de 1982, o folião levou para a Avenida Rio Branco o seu descontentamento como fantasia naquele Carnaval: na placa pendurada no pescoço, listou seus gastos, declarou seu salário e concluiu que deveria ir comer na casa de Delfim Netto, o então ministro do Planejamento. A inflação naquele ano chegou a 99%.

Em tempo de grave crise econômica, era o ano de 1982, o folião levou para a Avenida Rio Branco o seu descontentamento como fantasia naquele Carnaval: na placa pendurada no pescoço, listou seus gastos, declarou seu salário e concluiu que deveria ir comer na casa de Delfim Netto, o então ministro do Planejamento. A inflação naquele ano chegou a 99%.

Arquivo O DIA