Por marlos.mendes

Rio - Foi num 1º de agosto de 1988 que um sonho começou a virar realidade, mas com ambições bem mais modestas. Na época, Waldemar Calinosk, conhecido como Mazinho, era um borracheiro cabeludo que abria o próprio negócio com apenas 18 anos, em sociedade com o cunhado e a namorada numa oficina de 100 metros quadrados. Em menos de 30 anos, a namorada virou mulher e mãe de dois filhos. E o dono de uma pequena borracharia se tornou proprietário da Full Pneus, o maior centro automotivo para carros de passeio da América Latina.

Mazinho, o rei dos pneus - Daniel Castelo Branco / Agência O Dia

Localizado no Centro de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, o estabelecimento tem 5,8 mil metros quadrados de área construída. São 52 elevadores, nove rampas de alinhamento, borracharia, oficina para restauração de rodas, quatro andares de estoque e outros dois anexos de área administrativa. E há, ainda, um espaço com exposição de rodas, que Mazinho chama carinhosamente de ‘perfumaria’.

Nos fundos, há um telão, onde passa um vídeo institucional produzido pela empresa, falando sobre os serviços prestados ali. Em dias de futebol, transmite partidas importantes, como ocorreu na Copa do Mundo de 2014.

O segredo do sucesso está na atenção aos detalhes. Dentro do estabelecimento, há uma lanchonete chamada ‘pit stop’ para atender clientes que precisam ficar um tempo ali. No lado esquerdo, uma sala VIP com wi-fi. No canto oposto, logo na entrada, há uma área destinada para as crianças. “A criança é o nosso futuro cliente”, sorri Mazinho.

Um desses detalhes é a importância e atenção dada ao funcionário. São 85 profissionais a serviço da Full Pneus. E cada um recebe seis uniformes da empresa, que investe na apresentação até de quem precisa sujar as mãos de graxa para trabalhar. “O funcionário é a nossa carta de apresentação”, explica Mazinho.

Mais do que apenas uma identidade visual. O principal investimento está na capacitação. Mazinho construiu uma sala para receber até 54 pessoas, onde são dados treinamentos periódicos com especialistas em assuntos de importância no trabalho, como pneus, amortecedores ou óleo.

Loja da Full Pneus em Nova Iguaçu tem 8 mil metros quadrados de área construída - Daniel Castelo Branco / Agência O Dia

A conversa, acompanhada por Felipe Brito, seu braço direito, só é interrompida quando Mazinho atende algum cliente pelo aplicativo WhatsApp do celular.E é a quem Mazinho recorre para confirmar informações, como as três mudanças de endereço do empreendimento. As datas, Mazinho guarda na memória, como se fosse o aniversário de algum familiar ou parte do segredo do sucesso.

Lista com 80 mil clientes e 30 mil pneus

Com dez anos de atividade, o empreendimento trocou de endereço pela primeira vez. Entre 2005 e 2006, mais uma mudança e a abertura de um segundo empreendimento. Em 16 de abril de 2010, Mazinho fez a grande virada ao fechar os dois negócios para abrir a Full Pneus em um coquetel para mil convidados. Hoje, tem 30 mil pneus no estoque e uma lista de 80 mil clientes.

Uma lista que cruza as fronteiras de Nova Iguaçu, fazendo jus ao título de maior da América Latina. Há cadastrados que chegam da Zona Sul do Rio, de municípios do interior e até de outros estados, como São Paulo, Minas Gerais, Espírito Santo, Paraná, Goiás, Rio Grande do Norte e até da Bahia, com entregas feitas por frete. Na loja, são mais de cem atendimentos feitos por dia.

Mas o comprometimento com todos os detalhes do negócio não diminuiu com a expansão da loja. Pelo contrário. Mazinho fica duas horas por dia atendendo ligações de clientes no telemarketing. “Às vezes, são clientes pedindo desconto. Eu ajudo na negociação”, conta. É ele quem abre e quem fecha o estabelecimento, que funciona das 8h às 18h30 em dias de semana. E fica aberto até as 16h, aos sábados.

Talvez, a origem de tanta dedicação esteja ainda nas suas primeiras recordações. Descendente de imigrantes poloneses, Mazinho lembra de trabalhar quando tinha apenas 8 anos, quando ia para a feira de carroça.

Você pode gostar