Preço do seguro despenca em 2017

Estudo com cinco modelos mais vendidos no país aponta queda média de 6% para cobrir sinistros de carros

Por O Dia

Rio - O valor pago pelo seguro também é levado em consideração pelo cliente na hora de comprar um carro novo. De olho em 2017, a ComparaOnline, empresa de tecnologia fintech especializada na venda online de seguros e produtos financeiros, constatou uma queda média de 6% nos cinco modelos zero quilômetro mais vendidos no país para o próximo ano.

Seguro de Corolla modelo 2017 tem queda de 14%. É a maior diferença entre pesquisadosDivulgação

O levantamento foi feito com base nos dados da Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). O Corolla teve a maior queda, com redução de 14% para 2017. “Esses novos modelos de veículos possuem a tendência de ter um valor de seguro inferior motivado pelo seu baixo custo de manutenção e por conta da sua circulação ser menor, o que ocasiona um número de sinistro abaixo da média. O comparativo funciona como um indicador para o consumidor que pretende renovar sua apólice ou deseja comprar um carro novo. ”, afirma Paulo Marchetti, da ComparaOnline.

A empresa também fez o ranking de sinistros e gastos de seguradoras por estado neste ano, envolvendo alagamentos, colisões, furtos roubos e outras ocorrências. São Paulo lidera a lista, com gasto anual de cerca de R$ 1,2 milhão e 495 danos em veículos que provocaram o acionamento de seguradoras. O Rio está em segundo lugar, com R$ 435 mil desembolsado pelas empresas do setor em decorrência de 109 sinistros. Em Minas Gerais, o custo foi de R$ 370 mil para resolver 84 casos.

Em média, as seguradoras de São Paulo gastam R$ 2.322 por ocorrência. No Rio, o valor é bem maior, chegando a R$ 3,9 mil por sinistro. Curiosamente, esse custo não é repassado ao cliente. Em São Paulo, o gasto médio do dono do veículo com seguro é 30% maior em comparação com o desembolsado pelo carioca. “No Rio, o cenário é desfavorável para a seguradora e mais favorável para o cliente, apesar do valor maior desembolsado pelas seguradoras. Mas esse custo não chega ao cliente”, avalia William Lima, supervisor de operação da Comparaonline.

Pioneira na América Latina, a ComparaOnline permite aos consumidores comparar seguros e produtos financeiros. Fundada pelo empresário Sebastian Valin há sete anos, o site também oferece às empresas de seguros e bancos a possibilidade de expandir seus canais de distribuição e conquistar clientes com menores custos. 

Otimismo de empresas para 2017

As concessionárias e revendedoras do Rio comemoram a redução nos valores dos seguros e projetam 2017 com otimismo. Maurício Augusto, diretor do grupo Real Volkswagen, que vende carros zero quilômetro, seminovos e seguros, projeta bons negócios. “Com os seguros mais baratos, o mercado também melhora. Uma coisa puxa a outra”.

Roberto Lopes, gerente da Robmar Veículos, acredita que a queda no seguro também vai impactar na venda de veículos com pouco tempo de uso. Ele projeta que, a partir de junho de 2017, passe a receber carros do ano, com baixa quilometragem e altopotencial de venda. “Vendo, em média, 300 carros do ano. Acredito que essa média vá aumentar em 2017. Até porque a economia deve melhorar”, analisa. “Com a redução do seguro, o cliente se sente mais confiante para comprar um carro melhor”, acredita Leandro José da Silva, gerente da Troia Multimarcas.

Últimas de Automania