Especialista dá dicas sobre consórcio

Profissional explica melhor maneira de comprar carroatravés de consórcio e esclarece 'regras' para um bom negócio

Por O Dia

Rio - Estamos num período em que o mercado de automóveis anda em baixa, o brasileiro está com dificuldade de comprar um zero quilômetro. Neste cenário de dificuldade, existe uma modalidade de compra prática e com boa acessibilidade, o consórcio, mas que ainda tem regras desconhecidas por muitos. Para entender melhor esse negócio que forma grupos de pessoas em torno da aquisição de um bem (no caso aqui o carro), conversamos com Diney Coelho, Gerente do departamento de consórcios da Real Veículos com 25 anos de experiência neste mercado.

Se a ideia é se livrar dos juros, Diney abre a nossa conversa citando este detalhe como o triunfo principal da modalide. "Essa é principal diferença entre consórcio e financiamento, porque no consórcio não há cobrança de juros em todo o tempo de vigência. Já no financiamento a cobrança existe", contou. O gerente explica que basicamente no consórcio forma-se um grupo de participantes e todo mês eles pagam um valor de parcela do seu crédito, dentro de um prazo definido.

Plano de consórcios da Real Veículos agora abrange também quem está interessado em seminovosReprodução Facebook

Por mês também haverá assembleia, onde acontece sorteio do bem entre o grupo, além da possibilidade de dar lance para ser contemplado. "É possível formar grupos para aquisição de veículos zero quilômetro, assim como há planos para seminovos. O cliente pode dar o seu veículo como lance, há boas possibilidades para o consorciado".

A única taxa existente no consórcio é a de administração, que Diney explica. "É uma taxa cobrada para que o consórcio seja organizado e gerido. É definido um valor único que é diluído entre as parcelas pagas mensalmente", esclarece. Apesar de ser uma modalidade de compras simples, o especialista explica que é necessário ter cuidado na hora de escolher a administradora, assim como desconfiar de promessas mirabolantes.

"O interessado deve consultar o site do Banco Central, que lista todos que operam com consórcio. Lá é possível ver sobre reclamações, tempo da empresa no mercado, sua credibilidade. Sobre as promessas, existe aquela, por exemplo, do percentual certo para ser contemplado. Isso não existe, até porque o lance na assembleia é fechado, o percentual varia de acordo com a atual situação de cada consórcio"

Por mês%2C haverá assembleia%2C onde acontece sorteio do bem entre o grupo%2C além da possibilidade Agência O Dia

Uma dúvida comum é sobre reajuste. Diney esclarece que na verdade ocorrem atualizações no valor do crédito do consórcio porque o carro pode sofrer aumento de preço. O valor a pagar é atualizado para que o cliente não perca o poder de compra do carro escolhido.

Mas pode acontecer ao contrário e a parcela baixar, como na ocasião que o Governo diminuiu o valor do IPI do automóvel, consequentemente baixando o preço do veículo e seu respectivo crédito para consórcio.

Quando o modelo escolhido sai de linha, a administradora do consórcio dá opções ao consorciado. "Normalmente o cliente pode migrar para o novo modelo, de valor mais alto, ou ainda optar para um acessível, com parcelas mais baixas", explicou.

CONTEMPLADO

No consórcio, as contemplações só acontecem via sorteios ou lances, somente. Mesmo se o cliente tiver como quitar o saldo devedor de uma única vez, não poderá tirar o carro ainda se não tiver sido contemplado. "Neste caso, o ideal é oferecer este valor como lance, o que chamamos de lance quitativo, pois garante a maior oferta possível na assembleia".

Outras duas questões que valem ser comentadas, segundo o especialista, é a possibilidade de transferir o consórcio para outra pessoa, que pode ser feita em qualquer tempo estando o consorciado contemplado ou não. Por fim, um dúvida comum esclarecida por Diney é que carta de crédito não pode ser utilizado como lance em um consórcio.

Sem comprovação de renda

O consórcio da Real Veículos pode ser aderido sem comprovação de renda e sem burocracia, tem planos sem entrada e em até 80 vezes, não tem taxa de adesão nem juros, trabalha com cartão de crédito e, a principal novidade, agora oferta planos válidos para veículos seminovos. Para mais informações, basta entrar em contato com telefone da central de consórcios, o 3781-4100 ou pela internet através do realveiculos.com.br/consorcio

Assista ao vídeo:

Últimas de Automania