Por lucas.cardoso

Rio - O supercarro Lamborghini Aventador recebeu sua primeira atualização. Batizado de Aventador S, o tal “S” significa ligeira repaginada visual e mais 40 cv de potência, ou seja, o V12 6.5 aspirado passa a entregar 740 cv. Se tratando de dirigibilidade, as rodas traseiras agora esterçam. As novidades compõem a linha 2017 do superesportivo.

Há mudanças aconteceram nos para-choques%2C com novas entradas de ar. Na lateral%2C rodas e saídas de ar próximas às caixas de rodas traseiras.Divulgação

No visual, as mudanças aconteceram nos para-choques, com novas entradas de ar. O conjunto ótico tem alterações sutis, limitadas aos elementos internos. Na lateral os vincos da parte inferior são diferentes, além de rodas e saídas de ar próximas às caixas de rodas traseiras. Na traseira há novo difusor, saídas do escapamento triangulares e uma nova tomada de ar acima do motor, que lembra a da Countach, e já encontrada na versão SuperVeloce. Tias alterações, segundo a Lamborghini, melhoraram a aerodinâmica em 130%. Talvez por isso a fabricante declara uma nova geração do Aventador.

Os ajustes visuais são aerodinâmicos. A Lamborghini faça em aumento do downforce dianteiro em 130%. No aerofólio traseiro, com três posições de ajustes, o ganho pode ser de até 400%.

Por dentro, o Lamborghini Aventador S exibe novo quadro de instrumentos com tela TFT configurável, além de central multimídia compatível com Apple Carplay.

Na traseira%2C o novo difusor tem saídas do escapamento triangularesDivulgação

MECÂNICA

O motor V12 6.5 aspirado rende mais 40 cv, chegando a 740 cv de potência e 70,3 kgfm de torque. O ganho foi obtido com aperfeiçoamentos nos sistemas de variação de tempo de válvulas e de admissão variável. 

Associado com transmissão automática de sete marchas e tração integral, o Aventador S acelera de 0 a 100 km/h em 2,9 segundos e atinge 350 km/h de velocidade máxima, isso com seus 1575 kg.

A Lamborghini também realizou mudanças na suspensão e nos sistemas de auxílio, que proporcionam maior agilidade em baixas velocidades e maior estabilidade em altas.
Para o motorista, além dos modos de direção Strada, Sport e Corsa, há o novo modo Ego, que permite personalizador parâmetros de motor, câmbio e suspensão. As vendas começam em 2017.

Você pode gostar