Bosch apresenta tecnologia para evitar acidentes

Estudo da fabricante alemã mostra que motociclistas correm 18 vezes mais risco de morrer no trânsito

Por O Dia

Rio - No trânsito, motociclistas correm 18 vezes mais chances de serem mortos em um acidente do que motoristas. Segundo a Bosch, no último ano, aproximadamente 30 mil acidentes de moto foram registrados somente na Alemanha — cerca de 600 tiveram mortos. Uma das principais razões é a negligência com quem vai em duas rodas, principalmente em cruzamentos ou em ultrapassagens. Uma parceria da empresa alemã com Autotalks, Cohda Wireless e Ducati, desenvolveu um protótipo de comunicação entre os veículos.

Cruzamento é algo comum em ruas e avenidas nas cidades. Com o auxílio da tecnologia%2C condutores podem ser avisados de riscosDivulgação

Segundo Dirk Hoheisel, da direção mundial da Bosch, o recurso pode prevenir acidentes. “Permitimos que motocicletas e carros conversem entre si, criando um escudo de proteção digital para os motociclistas. A meta é evitar a ocorrência de situações perigosas”, conta.

Uma pesquisa sobre acidentes feita pela Bosch constatou que a comunicação entre a motocicleta e carro podem evitar quase um terço dos acidentes. “Através de sistemas de segurança como o ABS e o controle de estabilidade, a Bosch já tornou a condução do motociclista significativamente mais segura. Conectando as motocicletas, o objetivo é elevarmos a segurança para um nível superior”, diz Hoheisel.

Na hipótese de uma situação perigosa no trânsito%2C tanto motociclistas quanto motoristas serão avisados por meio de aviso sonoro ou informação por meio de interface visualDivulgação

Como funciona

A solução opera da seguinte forma: veículos que estão dentro de um raio de centenas de metros trocam informações até dez vezes por segundo, sobre seus parâmetros de velocidade, posição e direção do percurso. Bem antes dos motoristas ou que os sensores presentes nos veículos percebam a presença de uma motocicleta, a tecnologia informa a situação, permitindo que ambos os usuários do percurso (motoristas e motociclistas) adotem uma postura mais defensiva de condução.

Um exemplo comum de situação perigosa é quando uma moto fica no ponto cego do carro, no momento de uma ultrapassagem ou mudança de faixa na pista. A nova tecnologia identifica a condição perigosa, avisando os agentes por meio de um alarme sonoro e também por uma luz no painel.

Comunicação instantânea

A troca de dados entre motocicletas e carros acontece através do padrão público WLAN (ITS G5). Com um tempo de transmissão de poucos milissegundos entre o transmissor e receptor, os veículos podem gerar e transmitir informações importantes relacionadas ao tráfego. Até carros estacionados ou com velocidade reduzida também podem transmitir dados para receptores próximos, a fim de permitir que motociclistas e motoristas distantes recebam com segurança esses detalhes.

A tecnologia de proteção utiliza recursos que encaminham a informação automaticamente de veículo para veículo. Em situações críticas, que exigem ação breve, os usuários saberão o que está acontecendo e poderão tomar as providências necessárias antecipadamente.

Últimas de Automania