Revisão do carro antes de viajar

Pesquisa diz que 30% das famílias no país devem viajar em férias escolares

Por O Dia

Rio - As férias escolares de julho estão aí. Elas são sinônimo de mais carros nas estradas brasileiras. Segundo pesquisa do Ministério do Turismo e da Fundação Getúlio Vagas (FGV), cerca de 30% das 2 mil famílias entrevistadas deverão viajar com seus automóveis — um aumento de 47% em relação ao ano passado. Sendo assim, sempre vale lembrar: antes de colocar o veículo na estrada, é fundamental fazer uma revisão como garantia de segurança.

Reportagem ouviu especialistas e fornece recomendações sobre revisão de carro para quem pretende pegar a estrada Estefan Radovicz / Agência O Dia

Especialistas apontam o que deve ser verificado. E, assim, não ter surpresas desagradáveis durante a viagem. “Da última vez que vi um carro parado era bateria. A dona pensava que não era necessário trocar o componente”, conta Mário Martins, da Jambeiro Pneus. Ele recomenda a checagem dos pneus, balancear a roda, verificar o alinhamento, pastilha de freios, troca de óleo, entre outros componentes. Também deve ser verificado o sistema de suspensão, sempre por profissionais especializados. “É uma inspeção básica em qualquer tipo de revisão e que pode identificar se há algum problema com o carro”, esclarece.

Danilo Souza, da Dinamicar Pneus, comenta com atenção sobre o processo de calibragem dos pneus. Segundo ele, os pneus devem ser calibrados a frio, antes de pegar a estrada. “Quando o carro vai cheio, a pressão é mais alta. Estas informações podem ser consultadas, normalmente, no coluna onde fecha a porta dianteira do carro, do lado do motorista, na carroceria. É necessário checar também o estado dos pneus, a marcação TWI (indicador de desgaste do componente)”, recomenda.

O sistema de suspensão é outro de extrema importância no carro, pois está relacionado ao conforto e segurança dos passageiros.

Pastilhas de freio%2C troca de óleo%2C entre outras verificações%2C são parte de uma revisão de automóvel%2C essencial antes daquela viagemReprodução Internet

Teste do amortecedor

Leonardo Igrejas, da RJ Pneus, recomenda o exame do conjunto por um profissional. Entretanto, é possível que o proprietário faça um teste do amortecedor. “A pessoa deve fazer um pressão sobre as rodas para baixo e soltar imediatamente. Se o carro retorna à altura padrão e para, o amortecedor está bom. Se ele ficar vibrando, oscilando, cintilando muito, é sinal que a peça não está boa. Normalmente não é necessário fazer em todas as rodas, porque se em um ponto está ruim, a tendência é que todo o restante esteja em razão do conjunto sofrer desgaste igual”, completa. O especialista ainda lembra que é preciso fazer a verificação de ferramentas como farol, lanterna, buzina e limpador de para-brisa. Há também a necessidade fazer na direção o alinhamento, balanceamento e cambagem a cada três meses.

Importância de planejar

A revisão do veículo deve entrar no planejamento da viagem, agendada na oficina para que ela possa ser feita por completo. De acordo com Zildo Nóbrega, da Bonsucesso Auto Center, em média uma inspeção completa leva três horas. “São feitas verificações de freios, pneus, alinhamento e balanceamento do carro. É trocado o óleo, filtros também. São analisados os amortecedores”, diz.

O especialista chama a atenção para a correia dentada. Segundo ele, presente em 90% dos automóveis brasileiros. “Tem que verificar o estado dela e a quilometragem do carro. Em geral, são trocadas a cada 40 mil km”, observa. Joel Oliveira, gerente da Auto Center Premium, lembra a importância do veículo estar com a manutenção regularizada. “Um carro sem revisão está mais propenso a se envolver em acidentes, que podem, inclusive, custar a vida de alguém. Nesta época de férias, o automóvel costuma transportar toda a família, com bagagens, condição de alta exigência. Então é fundamental ele estar realmente todo revisado, garantindo seu total controle pelo motorista”, argumenta.

Últimas de Automania