Por douglas.nunes

Ídolo e maior artilheiro da história do Uruguai, com 41 gols, Luis Suárez é protagonista de belos lances e jogadas marcantes, como na vitória sobre a Inglaterra nesta Copa do Mundo, quando fez dois gols. Mas o atacante, de 27 anos, do Liverpool, também aparece constantemente em cenas lamentáveis, como a mordida no zagueiro italiano Chiellini, nesta terça-feira, e que terminou com a vitória da seleção uruguaia por 1x0 sobre a Itália e a classificação do time de Suárez. Caso a Fifa decida pela punição do jogador, esta pode ser a despedida do jogador da Copa do Mundo.

O Comitê Disciplinar da entidade pode aplicar uma pena baseada nas imagens de televisão, mesmo que o caso não tenha sido relatado pelo árbitro. Suárez pode ser suspenso por até três jogos ou dois meses, ou receber sanção mais branda, de multa de até 50 mil francos suíços.

Atacante Suárez após morder o zagueiro italiano ChielliniDaniel Garcia/AFP

Sua atitude também pode complica-lo com a Adidas, sua patrocinadora. A empresa já havia alertado Suárez sobre a sua conduta e, após mais um problema, pode decidir por encerrar o vínculo com o atleta.

Essa foi a terceira vez que Suárez agrediu um adversário dessa forma. Quando ainda atuava no Ajax, em 2010, ele mordeu o volante Otman Bakkal, do PSV, após uma confusão entre os jogadores das duas equipes pelo campeonato holandês. O atacante foi suspenso por quatro partidas e pagou multa com valor não revelado. Três anos depois, foi quando já jogava pelo Liverpool. O time perdia para o Chelsea por 2 a 1 pelo campeonato inglês. Suárez tentava passar por Ivanovic, como não conseguia, mordeu o braço do defensor adversário. O atacante foi suspenso por dez jogos e multado pelo clube.

Mas suas polêmicas não se resumem a mordidas. Na mesma temporada que foi suspenso pela mordida, ele foi punido em mais oito jogos por ser suspenso por ter insultado de forma racista o jogador Patrice Evra, do Manchester United. No entanto, essa fama de encrenqueiro do jogador vem desde as divisões de base: quando tinha 16 anos e estava nos juniores do Nacional-URU, Suárez agrediu o árbitro da partida.

Outra cena que marcou a carreira de Suárez foi na Copa do Mundo de 2010, quando o jogador evitou com a mão, um gol de Gana nas quartas de final. A “defesa” foi fundamental para a classificação do Uruguai, pois Gyan perdeu a cobrança de pênalti. Na decisão por penalidades, a seleção uruguaia saiu classificada.

Essas atitudes negativas acabam manchando uma carreira vitoriosa dentro de campo. Nesta temporada, Suárez quase levou o Liverpool ao título do campeonato inglês, que o clube não conquista desde 1990, e ainda foi o artilheiro da liga com 31 gols.

Sua carreira de sucesso começou em 2005 pelo Nacional. Suas ótimas exibições despertaram o interesse de diversos clubes da Europa. Em 2006, ainda com 19 anos, se transferiu para o Groningen, da Holanda. Após apenas um ano no clube, o jogador foi negociado com o Ajax, uma das potências do país.

O jogador ficou por três temporadas e meia no clube, mas após a campanha do Uruguai na Copa do Mundo de 2010, o jogador foi alvo dos principais clubes europeus. Então, em janeiro de 2011, o Liverpool confirmou a transferência do jogador.

Após anos com polêmicas e gols, Suárez vivia em 2014 um grande ano até para colocar seu nome entre os candidatos a melhor do mundo, principalmente se conseguisse levar o Uruguai até a final da Copa, mas a sua temporada, pelo menos na seleção, pode terminar esta semana.

Você pode gostar