Levy diz que desemprego e crescimento têm de ser pensados a longo prazo

O ministro da Fazenda afirmou que o Brasil será mais competitivo, com a presença maior no mundo e empregos melhores.

Por O Dia

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, disse durante bate-papo no Facebook - no Portal Brasil (perfil do governo federal) - ao responder pergunta do internauta Alessandro Araujo, que questões como o desemprego e o crescimento da economia têm de ser pensadas em longo prazo e não apenas em curto prazo. Durante o bate-papo, o ministro respondeu “Alô, Alessandro, tua pergunta é muito importante e ela tem algo que a gente tem mesmo que pensar, ou seja, olhar o que esperar daqui alguns anos, e não apenas o que vai acontecer no mês que vem”, postou.

O ministro disse, em relação à preocupação do internauta, que o Brasil será mais competitivo, com a presença maior no mundo e empregos melhores.

O ministro disse que existem vários ingredientes a serem levados em conta. “Começando com as contas do governo arrumadas. A gente tem que estimular a concorrência. A concorrência é importante porque - quanto mais firmas estão disputando um mercado - [há] mais opções na hora de comprar e as firmas têm de ser mais eficientes, mais capazes. Aí, você vai poder comprar mais barato. Toda a economia fica mais eficiente, mais competitiva e dá para, inclusive, conquistar mercados lá fora. O Brasil batalhador é o que a gente pode esperar para crescer e ter mais emprego de qualidade”, disse.

O bate-papo ocorre desde as 10h30, por meio do Facebook. Joaquim Levy responde a perguntas dos internautas sobre o futuro da economia do país e sobre como as políticas afetarão a vida do cidadão no dia a dia. Com a hashtag #?LevyResponde, o internauta poderá acompanhar a transmissão no endereço https://www.facebook.com/portalbrasil?fref=ts

Últimas de _legado_Notícia