Estudantes são barrados na Alesp

Grupo quer CPI para fraude na merenda

Por O Dia

São Paulo - Um grupo de manifestantes entrou nesta terça-feira no plenário da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) para pedir a abertura de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as denúncias de desvio de verba da merenda no governo tucano de Geraldo Alckmin.

Cerca de 250 pessoas entraram na Alesp. Estudantes ficaram, no entanto, do lado de fora e tentaram forçar a entrada. Eles foram impedidos por policiais militares que faziam a segurança do prédio no momento do protesto.

Segundo a assessoria de imprensa da Alesp, não houve registro de depredações e nenhum dano ao prédio da assembleia. Ninguém foi preso. A assessoria informou que o grupo de estudantes foi proibido de entrar porque o plenário da Alesp já estava cheio com todas as 237 cadeiras reservadas ao público ocupadas.

Últimas de Brasil