Em Paris, Rodrigo Janot evita comentar delação premiada de Delcídio

Procurador-geral está na França para participar de evento sobre cooperação internacional para o combate à corrupção

Por O Dia

França - O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, evitou a imprensa e não comentou a delação premiada do senador Delcídio do Amaral, nem as gravações envolvendo o ministro da Educação, Aloizio Mercadante. Janot chegou na terça-feira, a Paris, onde participa nesta quarta-feira, de um evento sobre cooperação internacional para o combate à corrupção na Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Procurador-geral da República%2C Rodrigo JanotArquivo / Agência Brasil

O procurador-geral chegou à capital francesa vindo de Helsinque, na Finlândia, onde participou de uma reunião do Comitê Executivo da Associação Internacional de Procuradores (IAP).

Janot não fez pronunciamentos no encontro. Janot está na França com Vladimir Aras, secretário de Cooperação Jurídica Internacional da Procuradoria Geral da República (PGR). A agenda de compromissos na terça-feira não foi divulgada em Brasília, tampouco a embaixada do Brasil na capital francesa deu detalhes sobre os eventuais compromissos da delegação. Em abril de 2015, Janot se encontrou com a procuradora nacional financeira, Éliane Houlette, chefe do Ministério Público Financeiro da França.

Nesta terça, nenhuma reunião foi confirmada entre os procuradores. Consultado, Aras não deu detalhes sobre a viagem. 

Últimas de Brasil