Manifestantes seguem na Avenida Paulista em protesto contra governo

Segundo a Polícia Militar, o bloqueio ocorre desde o início da noite dessa terça-feira

Por O Dia

São Paulo - Com bandeiras do Brasil amarradas ao corpo, um grupo de manifestantes permanece nesta quinta-feira bloqueando os dois sentidos da Avenida Paulista, em São Paulo, em frente a sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

Segundo a Polícia Militar, o bloqueio ocorre desde o início da noite dessa quarta-feira. Os manifestantes protestam contra a nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para a Casa Civil e pedem a renúncia da presidenta Dilma Rousseff.

Os manifestantes que estão no local cantaram o Hino Nacional. Faixas estendidas pela avenida pedem o impeachment da presidenta Dilma Reprodução Twitter %40pauloap

No início da manhã de hoje, por volta das 7h, o grupo era pequeno, formado por cerca de 50 pessoas. Mas a expectativa é que o número de manifestantes cresça ao longo do dia. Por causa disso, a barreira policial estende-se da Alameda Pamplona, próximo à sede da Fiesp, até a região do Museu de Arte de São Paulo (Masp).

Logo cedo, os manifestantes que estão no local cantaram o Hino Nacional. Faixas estendidas pela avenida pedem o impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

Segundo a Polícia Militar, a manifestação é tranquila. Agentes da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) estão orientando os motoristas para os desvios alternativos.

Últimas de Brasil