'Moro representa desejo de combate à corrupção', diz Lula em grampo

Crítico do magistrado na frente das câmeras, ex-presidente exaltou figura do juiz federal em conversa com Jaques Wagner

Por O Dia

São Paulo - Em telefonema grampeado pela Polícia Federal, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que o juiz Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato em Curitiba, "representa fortemente" a vontade das pessoas de que o combate à corrupção continue. Sob os holofotes, o magistrado é alvo de duras críticas do PT e de alguns dos principais líderes do governo.

Juiz federal Sergio Moro comanda as ações da Operação Lava Jato na primeira instânciaGil Ferreira

Lula e seus familiares são investigados em inquérito que tramita na 13ª Vara da Justiça Federal em Curitiba, sob o guarda-chuva de Moro. As investigações envolvem suspeitas de que eles receberam vantagens indevidas de empreiteiras, entre elas reformas num sítio em Atibaia e num tríplex em Guarujá.

Na segunda-feira, Lula conversava com o então ministro da Casa Civil, Jaques Wagner, quando falou sobre sugestões dadas ao colunista Mino Carta, da revista "Carta Capital', para um artigo sobre as manifestações de domingo.

"Acabei de conversar com o Mino Carta aqui, pra ele escrever um artigo mostrando que teve duas coisas nesse movimento: primeiro, a vontade das pessoas de que o combate à corrupção continue e o Moro representa isso fortemente; segundo, que a negação à política é total. E o resultado disso você sabe o que é, né?", questionou. "O autoritarismo", respondeu Wagner.

Últimas de Brasil