Sucesso nos Negócios: Como lucrar com venda na internet

A web pode ser um meio poderoso de divulgar e fazer o seu negócio

Por O Dia

Rio - A expansão da internet fez com que muitos empresários reavaliassem os investimentos em lojas físicas. E a reformulação veio com a adesão de muitos a um novo mercado, investindo no comércio eletrônico. A medida deu fôlego até para os micro e pequenos negócios. O último estudo do Sebrae e da E-commerce Brasil, feito com 831 empresas, apontou que 56% das que atuam em comércio eletrônico contam apenas com a loja virtual.

Os microempreendedores individuais (MEIs) representam 32% da amostra. A divulgação nas redes sociais incrementou ainda mais esta tendência, mas o empreendedor precisa de um bom planejamento para ter sucesso. A internet pode ser um meio poderoso de divulgar e fazer o seu negócio. Mas para que dê certo, deve alcançar potenciais clientes e usar de estratégias certeiras para o faturamento. 


PERGUNTA E RESPOSTA

“Olá, faço biquínis e divulgo as peças no Instagram. As entregas são feitas por Sedex e as clientes pagam uma taxa. Mas as clientes reclamam da demora no recebimento por terem que fazer o depósito e enviar o comprovante via WhatsApp. Dá para fazer de outra forma, usando o comércio eletrônico? Terei que criar página na web? O Sebrae-RJ presta este tipo de consultoria? , Sheila Vianna, por e-mail

A primeira dica é criar uma página para a marca no Instagram ou no Facebook. Assim você evitará problemas com a fiscalização e alcançará potenciais compradores. Outra possibilidade é abrir uma loja virtual com a utilização de plataformas.

Existem três tipos no mercado: gratuitas, de código fonte aberto e pagas. As gratuitas são limitadas e não permitem customização da página. As de código fonte aberto são gratuitas, mas demandam conhecimentos específicos da plataforma e o distribuidor não oferece suporte. As pagas têm suporte de qualidade e oferecem a possibilidade de customizar a plataforma, mas cobram uma porcentagem da sua receita.

E para implantar uma loja virtual é preciso fazer um planejamento tão detalhado quanto ao abrir um ponto de venda. É preciso avaliar sua capacidade de produção e gerenciar entregas. Quanto à logística, 90% das empresas de e-commerce fazem entregas como correspondências pelos Correios, o que permite o rastreamento e a garantia do prazo de entrega. O Sebrae pode ajudar. Ligue para 0800 570 0800 e agende uma visita.

Cezar Vasquez é superintendente do Sebrae-RJ. Amanhã, Sucesso nas Compras

Últimas de Brasil