Marcelo Odebrecht e executivos da empreiteira acertam acordo de delação

Acusado de lavagem de dinheiro, corrupção ativa e associação criminosa, Odebrecht foi condenado a 19 anos de prisão

Por O Dia

Brasília - Os executivos da maior empreiteira do país decidiram buscar o acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República nos processos da Operação Lava Jato. O empreiteiro Marcelo Bahia Odebrecht, preso na Operação Erga Omnes, desde 19 de junho de 2015, já começou a depor, antes da deflagração da Operação Xepa, etapa da Lava Jato que tem base na colaboração da ex-secretária do grupo, Maria Lúcia Tavares — ela entregou aos investigadores a planilha da propina.

Marcelo Odebrecht é um dos empresários importantes presos ao longo das investigações da Lava JatoEfe

O acordo foi confirmado pelo grupo nesta terça-feira. O acordo envolve outros executivos da Odebrecht, presos também desde junho de 2015. Pesou na decisão de fazer o acordo a condenação imposta pelo juiz federal Sérgio Moro. Acusado de lavagem de dinheiro, corrupção ativa e associação criminosa, Odebrecht foi condenado a 19 anos e 4 meses de prisão.

Também pesou o fato de a ex-secretária Maria Lúcia ter feito delação e revelado os caminhos dos pagamentos ilícitos realizados por ordens de seus superiores, entre eles Marcelo Odebrecht.

Últimas de Brasil