CNBB pede reforma política para reverter crise no país

A assembleia geral da entidade é feita até sexta-feira, em Aparecida, no interior de São Paulo

Por lucas.cardoso

São Paulo - A Conferência Nacional de Bispos do Brasil (CNBB) defendeu nesta quinta-feira a reforma política para reverter o cenário de crise no país. Em mensagem divulgada durante a 54ª Assembleia Geral, a entidade abordou o processo de impeachment da presidenta Dilma Rousseff.

“A crise atual evidencia a necessidade de uma autêntica e profunda reforma política, que assegure efetiva participação popular, favoreça a autonomia dos Poderes da República, restaure a credibilidade das instituições, assegure a governabilidade e garanta os direitos sociais”, diz trecho da mensagem.

Segundo a nota divulgada, a entidade acompanha o processo de impeachment e “espera o correto procedimento das instâncias competentes, respeitado o ordenamento jurídico do estado democrático de direito”.

“Neste momento, mais uma vez, o Brasil se defronta com uma conjuntura desafiadora. Vêm à tona escândalos de corrupção sem precedentes na história do país. É verdade que escândalos dessa natureza não tiveram início agora; entretanto, o que se revela no quadro atual tem conotações próprias e impacto devastador. São cifras que fogem à compreensão da maioria da população. Empresários, políticos, agentes públicos estão envolvidos num esquema que, além de imoral e criminoso, cobra seu preço.”

A assembleia geral da entidade é feita até sexta-feira, em Aparecida, no interior de São Paulo. Nesta quarta-feira, a CNBB divulgou mensagem a respeito das eleições municipais deste ano e alertou aos fiéis sobre o custo das campanhas eleitorais e a compra de votos.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia