Democratas acusa 'A Voz do Brasil' de fazer defesa de Dilma Rousseff

Partido pede instauração de inquérito para apurar 'ilicitude da conduta dos fatos' na Empresa Brasil de Comunicação

Por rafael.souza

Brasília - Deputados do DEM pediram nessa quarta-feira ao procurador-chefe do Ministério Público Federal no Distrito Federal, Marcus Marcelus Goulart, que apure a suposta prática de infrações penais por parte do ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom), Edinho Silva, e do diretor da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), Pedro Henrique Varoni, por uso indevido do programa A Voz do Brasil.

De acordo com o líder do DEM na Câmara, Pauderney Avelino (AM), e o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), que assinam o documento, o programa está sendo usado para “atacar o Congresso Nacional” e fazer a defesa da presidenta Dilma Rousseff no processo de impeachment. “Nas últimas edições do programa, notou-se franca propaganda em abono a teses de defesa da Presidente da República relativamente a procedimento para apurar prática de Crime de Responsabilidade e a tramitação do processo de impeachment”, diz trecho do documento.

Os parlamentares pedem a instauração de inquérito para apurar “ilicitude da conduta dos fatos”.

Procurada, a assessoria de imprensa do ministro Edinho Silva informou que ele não vai comentar a representação.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia