Em menos de 24 horas, Dória renuncia ao cargo de ministro da Integração

Ele tomou a decisão após a cúpula do partido decidir que fechará questão a favor do impeachment de Dilma

Por lucas.cardoso

Brasília - Nomeado nesta quinta-feira, após ser indicado pela ala governista do Partido Progressista (PP), José Rodrigues Pinheiro Dória já renunciou ao cargo de ministro da Integração Nacional. Ele tomou a decisão após a cúpula do partido decidir que fechará questão a favor do impeachment da presidente Dilma Rousseff, punindo eventuais dissidentes.

Dória, que também tinha o cargo de secretário nacional de Irrigação da pasta, foi nomeado hoje ministro interino da Integração da Nacional, após Gilberto Occhi, também indicado pelo PP, ter renunciado ontem ao cargo seguindo a decisão da sigla de desembarcar do governo. A nomeação de Dória havia sido negociada com o Palácio do Planalto por meio do deputado Eduardo da Fonte (PP-PE).

A negociação de Fonte levou a cúpula do PP a decidir fechar questão a favor do impeachment, para punir os dissidentes. O anúncio oficial deve ser feito nesta sexta-feira, após reunião da Executiva Nacional da legenda. Pelo estatuto do partido, o fechamento de questão precisa ser aprovado tanto pela bancada no Congresso quanto pela Executiva.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia