Por felipe.martins
Região Nordeste continua com o maior número de casos da doençaDaniel Castelo Branco / Agência O Dia

Brasília - Boletim divulgado nesta terça-feira pelo Ministério da Saúde aponta 1.198 casos confirmados de microcefalia, registrados entre outubro de 2015 e abril de 2016.  Ao todo, 7.228 casos foram notificados no período, sendo que 2.320 já foram descartados e outros 3.710 aiainda estão em investigação.

Até 23 de abril, o ministério também registrou 54 mortes de bebês recém-nascidos ou fetos com microcefalia e/ou alteração do sistema nervoso central. Os 1.198 casos confirmados ocorreram em 435 municípios, localizados em 22 unidades da federação. Só no estado do Rio, foram notificados 415 casos, sendo 42 já confirmados.

De acordo com o boletim epidemiológico do ministério, de fevereiro a abril foram registrados 91.387 casos prováveis de infecção pelo vírus Zika. Entre os afetados, estão 7.584 gestantes.  O diretor do Departamento de Vigilância de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, garantiu que uma grande parte dessas grávidas não terá filho com microcefalia, mas que o governo ainda não sabe a proporção de gestantes infectadas para bebês com a malformação. A região Nordeste continua registrando o maior número de casos do país. 

Você pode gostar