Renan se aproxima de Michel Temer

Presidente do Senado afirmou que colocará em pauta o projeto que revisa a meta fiscal deste ano, caso o vice-presidente assuma o comando do país

Por O Dia

Brasília - No primeiro sinal público de boa vontade com o eventual governo Michel Temer, o presidente do Congresso, senador Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou nesta quarta-feira que colocará em pauta o projeto que revisa a meta fiscal deste ano, caso o vice-presidente assuma o comando do país. Com o provável afastamento da presidente Dilma Rousseff em 11 de maio pelo Senado, Temer terá 20 dias para alterar a meta e evitar a paralisia da máquina pública federal.

Renan se comprometeu a votar meta fiscal caso Temer assuma Efe

“Tão logo haja necessidade de convocar o Congresso para que ele possa novamente apreciar a revisão da meta fiscal, nós faremos isso, porque o interesse do Brasil está acima de qualquer outra questão", disse Renan, em entrevista, após encontro com Temer.

O vice presidente está dedicando todo seu tempo para formar sua possível equipe de governo. Ontem, ele desistiu de convidar seu amigo e advogado Antônio Claudio Mariz de Oliveira para o Ministério da Justiça. Temer não gostou, segundo assessores, das entrevistas em que Mariz crítica Operação Lava Jato e o uso das chamadas delações premiadas. 

Últimas de Brasil