Matéria Salva!

Agora você pode ler esta notícia off-line

Matéria removida da seção links salvos
Operação Lava Jato investiga corrupção em compra de Pasadena

Últimas notícias

-3.8c2.1,0,3.8,1.7,3.8,3.8C10.3,8.6,8.6,10.3,6.5,10.3z">
Por rafael.souza

Paraná - A força-tarefa da Operação Lava Jato, em Curitiba, está aprofundando as investigações sobre corrupção e lavagem de dinheiro na compra e reforma da Refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos - caso emblemático da organização criminosa instalada na Petrobras, que seria gerado prejuízo de US$ 792 milhões segundo o Tribunal de Contas da União.

Perícias criminais, análises no material apreendido na 20ª fase - batizada de Operação Corrosão -, e o recebimento da delação do senador Delcídio Amaral (sem partido-MS), ex-líder do governo, são elementos que servirão para apontamento de que a organização criminosa, já condenada em contratos de obras de refinarias no Brasil, também seja imputada por crimes praticados no exterior, como a aquisição de Pasadena, nos Texas, em 2006.

Refinaria de Pasadena%2C no Texas%2C comprada pela Petrobras Reprodução / Wikimedia Commons / Wikipedia

Ex-executivo da Petrobras e membro do PT na época dos fatos, Delcídio admitiu em sua delação premiada que a compra da refinaria envolveu corrupção. Diz ter recebido US$ 1 milhão de propina, ref

Sígnos

Pedro Valentim

[email protected]
Publicidade
escolha do editor
Publicidade
mais notícias
Operação Lava Jato investiga corrupção em compra de Pasadena

Últimas notícias

endif]--> Governo lança programa de revitalização de bacias hidrográficas
Brasil

Governo lança programa de revitalização de bacias hidrográficas

Ação visa preservar e recuperar alguns dos principais rios brasileiros

Paulo Guedes rechaça carimbo de 'superministro' e diz ser 'o mais vulnerável'
Brasil

Paulo Guedes rechaça carimbo de 'superministro' e diz ser 'o mais vulnerável'

O Ministro ressaltou que, embora seja 'vulnerável' a todos os ministros, pois todos podem brigar com ele, tem contado com a compreensão dos colegas

Diretor da Abin orientou defesa de Flávio Bolsonaro; STF manda investigar
Brasil

Diretor da Abin orientou defesa de Flávio Bolsonaro; STF manda investigar

Cármen Lúcia determinou que a PGR investigue as acusações de que o diretor-presidente da agência conduziu o filho do presidente, Jair Bolsonaro

Mais de Brasil