Guia de estudos para o Enem dá boas dicas para o sucesso

Hoje tem simulado online e amanhã abrem as inscrições para 8 milhões de estudantes

Por O Dia

Rio - Começa amanhã mais uma maratona para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), principal forma de ingresso ao Ensino Superior, que este ano adotará coleta de impressão digital dos candidatos, para tentar evitar fraudes. Desde 10h, quando serão abertas as inscrições, até as vésperas dos dias 5 e 6 de novembro, data das provas, cerca de 8 milhões de pessoas — expectativa de inscritos, com base no ano passado — estarão empenhadas em se preparar o melhor possível para conseguir boas notas.

Especialistas ouvidos pelo DIA traçaram um plano de estudos para ajudar nessa missão. Para eles, há várias formas de preparação e cabe a cada um, com apoio da família, avaliar em qual delas se encaixa melhor, levando-se em consideração, sobretudo, tempo e dinheiro disponível. Em alguns casos, cursinhos podem durar mais de um ano, e custar, assim como alguns pré-vestibulares, mais de R$ 20 mil. Recorrer ao conforto de reforço particular em casa, também não sai barato: até R$ 700 por mês, pelo pacote de oito aulas. Mas também há cursos onlines e simulados gratuitos oferecidos pelo Ministério da Educação (MEC).

A estudante Bruna Valle acredita que o apoio da família é fundamental para conquistar uma vaga na universidade. “É a nossa força maior”.Márcio Mercante / Agência O Dia

“Seja qual for o caminho, o importante é começar o quanto antes os estudos, reservando dias e horários, longe de aparelhos de som, celulares, e comidas em excesso. O objetivo é que, quando chegar novembro, o candidato esteja seguro de suas metas para obter a vaga”, aconselha Ana Malfacini, professora de Língua Portuguesa da Uerj e do curso de Design do Centro Universitário de Volta Redonda (UniFOA).

Ana Malfacini dá uma dica para o aluno se dar bem na tão temida redação, que vale 1.000 pontos. “Como os temas têm abordado questões sociais, o importante é o estudante estar sempre antenado com as notícias do Brasil e do mundo”, comenta, recomendando leitura intensa, inclusive das redações feitas pelos 100 candidatos que tiraram nota máxima em 2015. Os textos estão no site do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisa (Inep).

Fellipe Rossi, professor do Colégio e Vestibular de A a Z, observa que o bom desempenho, tanto na preparação quanto no dia da prova, vai depender da disciplina no dia a dia. “Esse negócio de virar a noite estudando, por exemplo, é furada. O certo é ter o tempo dividido adequadamente para estudar, num ambiente agradável, dormir, praticar exercícios físicos e se alimentar corretamente”, destaca. O site www.guiadoestudante.abril.com.br dá exemplos de planos e horários de estudos para quem quiser escolher cursinhos ou estudar em casa.

Família: uma importante e grande aliada

Diz o antigo ditado que educação começa dentro de casa. E é verdade. Especialistas, apoiados em pesquisas já comprovadas, garantem que a família continua tendo papel importante na educação dos filhos, além da escola.  “Quando a família é participativa positivamente, os impactos benéficos para os estudantes são altos”, atesta o professor Alexandre Grillo, do Colégio Elite.

Pais e responsáveis devem conversar muito, incentivar a leitura, e acompanhar a agenda escolar. Outro conselho é ajudar o jovem nos exercícios extra-classes, tendo o cuidado de não fazer comparações com outros colegas ou parentes, respeitando o ritmo do filho. Falhas nos estudos não devem ser reprimidas, mas servir de lições para novas tentativas.

Bruna Valle, de 17 anos, recebe todo apoio da família para sonhar em se tornar médica. “Na escola buscamos conhecimento, mas é na família que encontramos força maior para alcançar nossos sonhos”, diz.

COMO SE INSCREVER NO EXAME
INSCRIÇÕES

As inscrições começam amanhã às 10h e vão até às 23h59 do dia 20 de maio, exclusivamente pelo site do Enem (https://enem.inep.gov.br). O candidato precisa ter em mãos os seguintes documentos: CPF e carteira de identidade. Menores de 18 anos que ainda não tiverem os documentos precisarão providenciá-lo. Além disso, é preciso indicar no momento da inscrição o município em que irá realizar a prova do Enem, bem como a opção de língua estrangeira (inglês ou espanhol) da prova de Linguagens.

PROVAS

A prova do dia 5 de novembro será de Ciências Humanas e da Natureza e terá 4h30 de duração, enquanto no dia 6 os candidatos terão 5h30 para concluir Redação, Matemática e Linguagens, Códigos e suas Tecnologias. Os portões abrem ao meio-dia, fecham pontualmente às 13h, e a aplicação da prova tem início às 13h30.

TAXA DE INSCRIÇÃO

A taxa de R$ 68 poderá ser paga até 21h59 do dia 25 de maio em qualquer agência bancária, casa lotérica ou agência dos Correios — e não apenas no Banco do Brasil, como ocorreu em 2015.

ISENÇÃO

Estão isentos da taxa de inscrição de R$ 68 os estudantes que, neste ano, concluem o Ensino Médio em escolas públicas e candidatos que declararem carência. Quem obteve o benefício em 2015 e não compareceu à prova não terá esse direito, a não ser que a justificativa apresentada no sistema de inscrição seja aprovada pelo Inep, órgão do MEC responsável pela aplicação do Enem.

APLICATIVO

Estudantes poderão baixar o aplicativo gratuito “Hora do Enem” para smartphones desenvolvido pelo MEC. Nele, o candidato vai acompanhar inscrição, local de prova, gabarito e avisos. O download pode ser baixado em qualquer sistema, como ioS e Android.

CARTÃO

Como no ano passado, o cartão de confirmação não será enviado pelos Correios, mas sim disponibilizado online. O MEC diz que a medida gerou economia de R$ 18 milhões em 2015.

Simulados gratuitos para testar os conhecimentos

Neste domingo, estudantes terão mais uma oportunidade de testar seus conhecimentos no simulado preparado pelo MEC. Os interessados terão até as 20h para iniciar o exame e terão 4 horas ininterruptas para concluí-lo. A prova está disponível na plataforma ‘Hora do Enem’. O acesso pode ser por tablets, celulares e no próprio desktop. É preciso estar cadastrado no site tvescola.mec.gov.br/tve/serie/hora-do-enem.

O estudante deve informar o curso para qual irá se candidatar e quantas horas por dia tem para se dedicar aos estudos. A partir dessas informações, o portal monta um plano de estudos oferecendo exercícios, resumos e videoaulas de acordo com o perfil de cada um.

O professor Alexandre Grillo%2C do colégio Elite%2C diz que as famílias podem ajudar neste momento conversando e incentivando a leituraMárcio Mercante / Agência O Dia

O programa tem ainda dicas de especialistas, vídeos e comentários de professores. As aulas, produzidas pela TV Escola, terão duração de 30 minutos e poderão ser assistidas todos os dias às 18h, com reprises às 7h, 13h e aos finais de semana. Outros três simulados serão feitos nos dias 25 de junho, 13 de agosto e 8 e 9 de outubro.

Cursinhos em domicílio

A disputa cada vez mais difícil para conquistar uma vaga na universidade tem levado estudantes a recorrer a cursinhos particulares em casa. “Atendimento exclusivo é sinônimo de bons resultados”, garante Márcio Agra, do PenseBem. Dos 400 estudantes, 90% recebem atendimento personalizado. É o caso de Gustavo Carvalhosa, 21, que tem aulas particulares há um ano e sonha em fazer Medicina. “Gosto de desafios”, diz Gustavo.

Para quem não tem tempo de frequentar aulas preparatórias para o Enem, os cursos online são uma boa alternativa. “A facilidade de acesso a conteúdos digitais, de qualquer lugar, as explicações didáticas nos vídeos e os preços mais em conta, são algumas das vantagens de estudar pela internet”, diz Ana Martini, diretora-geral do QG Enem, empresa especializada em videoaulas.

Últimas de Brasil