Por gabriela.mattos

Rio - A 7ª Vara Criminal Federal do Rio de Janeiro concedeu, no início da noite desta segunda-feira, prisão domiciliar ao empresário José Antunes Sobrinho, sócio da Engevix. Ele está preso pela Operação Lava Jato. Na decisão, o juiz Marcelo da Costa Bretas considerou que Sobrinho não estaria disposto a repetir práticas criminosas ou prejudicar as investigações.

Justiça concede prisão domiciliar a sócio da EngevixPaulo Lisboa/Brazil Photo Press/Estadão Conteúdo

Além disso, o magistrado disse ainda que o fato de o empresário não ter feito acordo de colaboração premiada com o Ministério Público Federal (MPF) não seria um "obstáculo" à concessão da prisão domiciliar. O juiz afirmou ainda que, durante o interrogatório, Sobrinho quis reconhecer erros na administração da empresa.

Em março, o empresário teve um habeas corups que concedia prisão domiciliar negago. A decisão do Tribunal Regional Federal (TRF) da 2ª Região mantinha Sobrinho em prisão preventiva.

Você pode gostar