Ministério de Temer deverá ser o primeiro desde a Ditadura Militar sem mulheres

Única mulher convidada, oficialmente, para fazer parte da equipe ministerial foi a ex-ministra do STF Ellen Gracie, mas ela recusou

Por O Dia

Brasília - Caso sejam confirmados todos os nomes que estão sendo cotados para os ministérios do governo interino, Michel Temer será o primeiro presidente desde a Ditadura Militar a não ter mulheres no comando de alguma pasta na Esplanada dos Ministérios. O primeiro presidente a ter mulheres ocupando cargos no Planalto foi o general Ernesto Geisel, durante os Anos de Chumbo (1974-1979).

Nos primeiros dias de articulações para a formação de sua equipe, Temer chegou a convidar a ex-ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Ellen Gracie para assumir a Controladoria-Geral da União (CGU) e, no entanto, ela recusou. Os nomes das deputadas Mara Gabrilli (PSDB-SP) e Renata Abreu (PTN-SP), fizeram parte das negociações partidárias, mas não se consolidaram.

Aliados de Temer afirmam que ele não tem restrição à participação de mulheres em seu governo e não desistiu de colocar uma ministra em uma pasta de expressão.


Últimas de Brasil