Romero Jucá tem sigilo quebrado

'Não é demérito ser investigado, demérito é ser condenado', disse o senador licenciado

Por O Dia

Brasília - O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou nesta sexta-feira a quebra dos sigilos bancário e fiscal do ministro do Planejamento, senador licenciado Romero Jucá (PMDB-RR), em uma investigação que apura desvio de verbas federais em obras municipais.

Jucá teve sigilo quebradoJose Cruz/ABr

Os dados foram pedidos pelo Ministério Público num inquérito aberto em 2004 no Supremo. O período da quebra de sigilo é entre março de 1998 e dezembro de 2002.

O advogado do ministro, Antonio Carlos de Almeida Castro, disse que ainda não foi notificado da decisão. Ele afirma que, desde o início do caso, os sigilos foram colocados à disposição da Justiça. Jucá se disse “muito tranquilo”quanto a investigação. “Não é demérito ser investigado, demérito é ser condenado.”

Últimas de Brasil