Ana Hickmann se diz abalada

Apresentadora perseguida por fã disse em nota: 'Nunca pensei que isso poderia acontecer'

Por O Dia

Rio - Após ser perseguida por um fã obcecado em Belo Horizonte, a apresentadora Ana Hickmann está se recuperando. De volta a São Paulo, Ana se pronunciou em nota divulgada por sua assessoria de imprensa: “Nunca pensei que isso poderia acontecer! Nunca pensei que o ser humano fosse capaz disso! Foi terrível! Estou profundamente abalada e triste! Só peço que todos rezem por minha cunhada para que ela se recupere logo”.

No último sábado, Rodrigo Augusto de Pádua, de 30 anos, que era seguidor da modelo nas redes sociais, foi atrás dela no hotel Caesar Business e fez Ana, o cunhado Gustavo Corrêa e a mulher dele, Giovana Oliveira, de reféns. Giovana foi baleada e Rodrigo acabou morto por Gustavo.

A Record disse que a apresentadora do programa Hoje em Dia, apesar de tudo o que aconteceu, está se recuperando desta absurda situaçãoDivulgação

Ana e o cunhado prestaram depoimentos na Delegacia de Homicídios de Belo Horizonte.O delegado Flávio Grossi informou que Rodrigo foi morto com três tiros: dois na nunca e um no braço. O capitão Flávio Santiago, chefe da sala de imprensa da Polícia Militar, disse que Gustavo entregou a arma na recepção do hotel e pediu para que chamassem a polícia. O caso vai ser tratado como legítima defesa. A arma, calibre .38, estava com numeração raspada.

A Record divulgou texto afirmando que “Ana, apesar de tudo o que aconteceu, está se recuperando desta absurda situação”.

Giovana Oliveira continua em Belo Horizonte, internada no hospital Biocor, onde passou por cirurgia. A assessoria do hospital afirmou que não há previsão de alta, mas seu quadro é estável.

LEIA MAIS:

Homem que tentou matar Ana Hickmann vendeu produtos para bancar viagem

Marido de Ana Hickmann após atentado: 'Meu irmão é o meu herói'

Ana Hickmann sofre tentativa de homicídio em Belo Horizonte

Estado de saúde de assessora de Ana Hickmann é estável

A família de Rodrigo Augusto disse que descobriu recentemente a obsessão do rapaz pela apresentadora. “Ele já vivia dentro de casa há muito tempo. Era muito tranquilo, muito carinhoso com a minha mãe”, disse o irmão de Rodrigo, Helisson, em entrevista ao programa ‘Brasil Urgente’, da Rede Bandeirantes. Disse ainda que Rodrigo havia vendido tudo o que tinha para sair de Juiz de Fora (onde reside a família) e ir para Belo Horizonte - sabe-se que ele colocou pelo menos uma TV e um som à venda num site de compras. Nas redes sociais, Rodrigo dedicava textos e imagens a Ana, incluindo pornografia.

OBSESSÃO QUE PASSA DOS LIMITES

Esse não foi um caso isolado de ‘stalking’ - obsessão por uma figura pública a ponto de ameaçar sua liberdade e atentar contra sua vida.

Atriz da Globo e ex-Rebelde, Sophia Abrahão sofreu com um perseguidor em 2013, quando estava no elenco de Amor à Vida. Um admirador descobriu o telefone dela e passou a ligar sem parar.

A atriz Ingrid Guimarães foi ameaçada em 2013 por um fã que não havia conseguido tirar uma foto com ela. Ela foi avisada pelo fã-clube de que havia uma pessoa querendo vingança.

A ex-panicat Dani Bolina também teve uma experiência com um perseguidor que em 2013 criou perfis falsos da modelo nas redes sociais e passou a ligar constantemente para ela. Bolina desabafou no twitter: “Esse menino está me perseguindo e isso está ficando sério!”.

A psicanalista Clarice Palmeira diz que ‘stalkers’ não podem ser considerados meros fãs. “A estrutura psíquica parece a de uma pessoa sem nenhum respeito pelo outro. Quando se ama uma pessoa, há respeito pela existência dela”, explica.

Últimas de Brasil